12 de Abril de 2024
Informação e Credibilidade para Sorocaba e Região.

Saiba onde buscar atendimento em casos de dengue em Sorocaba

Foto: Divulgação
Postado em: 19/03/2024

Compartilhe esta notícia:

O Brasil está passando por um momento de atenção em relação aos cuidados referentes à arboviroses. Com mais de 1,6 milhão de casos confirmados, a dengue está resultando em novas estratégias nos mais diversos municípios do País. As informações são da Secretaria de Comunicação. 

 

Em Sorocaba, de acordo com os dados da Vigilância Epidemiológica da Secretaria da Saúde (SES), a cidade chegou, nesta segunda-feira (18), à marca de 9.687 casos notificados e 3.312 confirmados, sendo 3.188 autóctones; 118 importados e seis indeterminados. No momento, há três óbitos em investigação e um óbito confirmado, uma mulher de 49 anos, sem comorbidades, que faleceu no dia 2 de março.

 

Em relação aos sintomas, ao sentir febre, dores no corpo e na cabeça é necessário ingerir muito líquido e procurar atendimento médico. Se estiver doente por sete dias, o quarto e quinto dia fazem parte do período mais crítico, momento em que o quadro de saúde pode se agravar.

 

Para tanto, é necessário saber qual unidade de saúde procurar em casos de dengue. Se a situação for suspeita, deve-se procurar as Unidades Básicas da Saúde (UBSs) e as unidades de Pronto Atendimento (PAs), além de iniciar a hidratação. Se for suspeito ou confirmado, mas sem *sinais de alarme ou *condições especiais de risco, o monitoramento deve seguir nas UBSs.

 

Os *sinais de alarme são dores abdominais, vômitos persistentes, sensação de desmaio, letargia ou irritabilidade e sangramento de mucosa. E a *categoria de condição clínica especial inclui gestantes, lactantes (com menos 24 meses), pessoas com mais de 65 anos, hipertensos, diabéticos, pessoas com doença pulmonar obstrutiva crônica (DPOC), asmáticos, pessoas obesas, com doença renal crônica, ácido péptica, hepatopatias e com doenças autoimunes.

 

Se for suspeito ou confirmado com condição clínica especial, deve-se procurar as Unidades Pré-Hospitalar (UPHs), Unidade de Pronto Atendimento (UPA) e PAs até resultado de exames e reavaliação clínica. Já em casos suspeitos ou confirmados com sinais de alarme deve-se buscar as UPHs, UPAs e PAs para internação, caso necessário.

 

Por fim, se o caso de dengue for grave, com sensação do coração estar acelerado, mãos frias, respiração curta e rápida, diminuição da urina, pressão arterial baixa, desmaio, cianose (coloração azulada da pele e mucosas) e sangramento grave, é necessário procurar imediatamente uma unidade de urgência e emergência (UPHs, UPAs e PAs).

 

As 33 UBSs estão com esquema especial de atendimento de dengue das 8h às 16h, sendo que três delas atendem das 19h às 22h, exclusivamente pacientes com sintomas da dengue: UBSs Hortência, Simus e Fiori.

 

Sorocaba também possui oito PAs das 19h às 7h de segunda a sexta-feira, sendo 24h aos fins de semana: Aparecidinha, Brigadeiro Tobias, Carandá, Habiteto, São Bento, São Guilherme e Sorocaba 1, além do PA Laranjeiras 24h todos os dias. A cidade também conta com quatro unidades de urgência e emergência, sendo elas: UPHs Norte, Leste e Oeste, além da UPA Éden.

Compartilhe:

NOTÍCIAS RELACIONADAS

Barroso, do STF, afasta do cargo por 90 dias senador flagrado com dinheiro entre as nádegas

Justiça investiga propina para Casa Branca em concessões de perdão presidencial nos EUA

Os 25 anos de sacerdócio do padre Flávio Jorge Miguel e do padre José Roberto - veja a coluna de Vanderlei Testa

Mulher é flagrada com haxixe escondido nas pernas; suspeita receberia R$ 2 mil para transportar drogas

VÍDEO - Chuva alaga avenidas, causa danos em imóveis e derruba árvores em Votorantim

Bolsonaro diz que Doria é ‘autoritário’ e que pandemia no Brasil ‘está acabando’