Informação e Credibilidade para Sorocaba e Região.

PM, GCM e Vigilância Sanitária interrompem festa clandestina com 3 mil pessoas na Zona Leste de Sorocaba

Foto: Divulgação/Secom
Postado em: 18/09/2021

Compartilhe esta notícia:

Uma megaoperação integrada, envolvendo a Guarda Civil Municipal (GCM), a Polícia Militar (PM), o Setor de Fiscalização e da Vigilância Sanitária (Visa), da Prefeitura de Sorocaba, na madrugada deste sábado (18), interrompeu a realização de uma festa clandestina, com aproximadamente 3 mil pessoas, na região de Brigadeiro Tobias.

 

O evento acontecia em uma chácara localizada na Estrada do Banho Turco.

 

As autoridades chegaram ao local à 1h30, após receberem uma série de denúncias, via fone 135, da GCM, e 190, da PM. As equipes constataram que praticamente todos os frequentadores, a grande maioria jovens, não utilizavam máscara de proteção contra a Covid-19 e se aglomeravam.

 

O evento teve as atividades encerradas e o responsável foi multado, pois não havia alvará de autorização para o evento.

 

A GCM e a PM, assim como os fiscais, permaneceram na chácara até que todos os participantes do evento deixassem o local. “Trata-se do evento clandestino com o maior número de pessoas interrompido neste ano, durante as operações integradas. Foi uma ação rápida e certeira. Daí, a importância da colaboração da população em passar informações para as autoridades”, aponta o secretário de Segurança Urbana (Sesu) de Sorocaba, Coronel Vitor Gusmão.

 

Mais ações

 

A última operação integrada teve início às 22h de sábado (17) e avançou até as 4h deste domingo, sendo empregado um efetivo formado por quatro GCMs, em duas viaturas, e oito PMs, em quatro viaturas, além dos agentes de Fiscalização e da Visa, da Prefeitura.

 

Outros pontos da cidade, tanto áreas públicas, como estabelecimentos, também foram alvo de fiscalização, ainda com o intuito de evitar aglomerações. Por exemplo, houve patrulhamento preventivo contra “pancadões” em vias no Jardim Capitão, na Zona Oeste, e no Parque Paineiras, Zona Norte.

 

Já as fiscalização em estabelecimentos, motivadas também a partir de informações recebidas da população, ocorreram em oito pontos, que foram vistoriados. Destes, dois estavam fechados, três operavam regularmente, um foi notificado por poluição sonora e dois acabaram multados por falta de inscrição municipal.

 

A GCM ainda fez o patrulhamento preventivo em parques e praças, inclusive, na região central, como parte das ações do programa “Centro Seguro – Tolerância Zero”. “Além desse trabalho do Poder Público em fiscalizar e da participação ativa da população em apontar ações ou atitudes suspeitas, fica o alerta às famílias para que acompanhem a rotina dos filhos, principalmente dos jovens, orientando que o momento ainda é de alerta contra o coronavírus e que o ideal é evitar aglomerações”, finaliza o secretário da Sesu.

Compartilhe:

NOTÍCIAS RELACIONADAS

Câmara vai devolver R$ 2,5 mi à Prefeitura se essa garantir que valor vai à Santa Casa

Sorocaba tem programação cultural para comemorar o Dia da Consciência Negra

‘Marketing de lacração’: Defensoria da União entra com ação contra Magalu por programa de trainee para negros

Carol Solberg é advertida pelo STDJ e proibida de repetir ‘Fora, Bolsonaro’

Sorocaba registra 4 novas mortes e mais 41 casos confirmados do novo coronavírus

Aras é nome forte para eventual terceira vaga no Supremo, diz Bolsonaro