Informação e Credibilidade para Sorocaba e Região.

Jaqueline e prefeitos atribuem aumento de registro de casos da Covid-19 à desativação de leitos pelo Estado

Arquivo
Postado em: 02/12/2020

Compartilhe esta notícia:

A prefeita  Jaqueline Coutinho fez coro na noite desta terça-feira (01) à maioria dos cerca de 45 prefeitos que participaram de uma videoconferência com o membros do governo de São Paulo sobre a unificação do estado na fase amarela do Plano São Paulo de contingencia da Covid-19. De acordo com esse grupo de gestores municipais, foi a desativação de leitos de enfermaria e de UTI Covid promovida pelo governo paulista que determinou o aumento na taxa de ocupação de leitos nas 62 cidades consideradas em “atenção”.

Além do governador João Doria, participaram da reunião virtual os Secretários de Estado Jean Gorinchteyn (Saúde), Marco Vinholi (Desenvolvimento Regional), Patricia Ellen (Desenvolvimento Econômico) e o vice-governador, Rodrigo Garcia. A grosso modo, as autoridades estaduais pediram a colaboração do municípios no monitoramento das atividades coletivas, como festas clandestinas e eventos em bares, consideradas as mais responsáveis pela transmissão da Covid-19, e o cumprimento das medidas de segurança, como uso de máscara e distanciamento social.

Na contrapartida, porém, os prefeitos não obtiveram respostas objetivas quanto ao aporte de recursos financeiros, de insumos, exames e leitos aos municípios para que o atendimento à população possa ser efetivo diante da crescente apresentação de casos da doença. Do mesmo modo, questionado, o governo de São Paulo não indicou, de fato, a gravidade deste novo momento da pandemia.

A unificação dos municípios paulistas na fase amarela é justificada pela observação de aumento de 10% na contaminação, um número de óbitos acima de 7% e o aumento de internação para mais de 75%.

Em Sorocaba

Com a mudança na condição epidemiológico da maior parte do Estado, em outubro, leitos covid de responsabilidade do governo paulista foram desativados. Sorocaba perdeu 9 UTI´s do Conjunto Hospitalar, ficando com 11, e 15 do Hospital Adib Jatene, este último que atende a quase 50 cidades da região e, agora, só tem 10 leitos para os casos mais graves. Atualmente, as duas unidades também têm, juntas, apenas 13 leitos de enfermaria covid

O município, por sua vez, manteve os 40 leitos contratados junto à Santa Casa de Sorocaba e abre, ainda nesta semana, mais 30 leitos de enfermaria para retaguarda. Além disso, a Prefeitura tem 28 novos respiradores para atendimento aos casos da doença.

Um plano será elaborado nos próximos dias para a aplicação de mais 4 mil testes covid e, com isso, intensificar o monitoramento da doença no município.

Outra posição defendida pela prefeita Jaqueline Coutinho, e bastante citada pelos gestores municipais, diz respeito à medida de redução do horário de funcionamento de estabelecimentos comerciais na fase amarela.

Foi voz corrente o fato de que isso poderá causar um estrangulamento no fluxo de pessoas, justamente, pelo período mais curto para cumprimento das necessidades. Ainda mais considerando-se o período das festas de fim de ano.

Decretada

Decreto publicado na edição desta terça-feira (01) no Jornal Município de Sorocaba coloca a cidade dentro das regras estabelecidas para a nova fase amarela do Plano São Paulo, e que passa a vigorar a partir desta quarta-feira (02). Com isso, a cidade passa a ter que seguir determinação de funcionamento dos estabelecimentos por no máximo 10 horas; com horário limitado até às 22h, a redução na ocupação dos espaços de 60% para 40% e a proibição da realização de eventos com público em pé.

“Sempre fizemos tudo o que nos foi possível para preservas vidas, para assegurar que nossa economia pudesse sobreviver à essa pandemia e agora não seria diferente. Mas, é preciso que as autoridades avaliem com critérios e, principalmente, com o aprendizado adquirido ao longo desses quase nove meses, que as cidades devem ser tratadas com suas peculiaridades. Além disso, o governo do Estado precisa fazer sua parte e reativar leitos, auxiliar os municípios de modo a que todos possamos fazer frente à orientação de endurecimento dada pelo próprio governador”, comentou a prefeita.

Compartilhe:

NOTÍCIAS RELACIONADAS

Escola municipal do Carandá sofre com goteiras; vereadora questiona “prioridades”

Festa rave clandestina com cerca de 2 mil pessoas é fechada pela PM em Sorocaba

Botox comercializado na Europa será livre de testes em animais

Festival de Circo Online de São Paulo - confira a coluna de José Simões

Governo de SP inaugura 8 leitos de UTI no AME para enfrentamento de Covid em Sorocaba

Prefeitura admite falhas em cadastro e número de famílias do cartão merenda deve aumentar