Informação e Credibilidade para Sorocaba e Região.

Sindicato acusa Prefeitura de reduzir frota e anuncia paralisações

Arquivo
Postado em: 01/07/2020

Compartilhe esta notícia:

O Sindicato dos Rodoviários de Sorocaba e Região comunicou na tarde desta quarta-feira (1º) que fará protestos nos próximos dias contra a decisão da Urbes de reduzir novamente a frota de ônibus na cidade. Segundo a nota oficial emitida pela entidade, "o posicionamento irresponsável da Urbes – Trânsito e Transportes de solicitar às empresas do transporte urbano de Sorocaba a redução de 25% da frota de ônibus, terá como consequência imediata a demissão em massa de quase 350 trabalhadores em transportes, pais e mães de família, em plena pandemia do novo coronavírus". 

Ainda segundo o sindicato, os trabalhadores em transportes decidiram realizar uma série de protestos que deve começar nos próximos dias. O cronograma dos protestos só será suspenso quando todos os problemas forem resolvidos e os empregos e direitos estiverem garantidos.

Segundo a entidade, para não prejudicar a população e os trabalhadores em serviços essenciais neste momento de pandemia, "o Sindicato informa que a categoria concordou em realizar os protestos sempre fora dos horários de pico". 

O Sindicato dos Rodoviários ressalta que não irá realizar greve, que é a paralisação contínua das atividades, e sim diversos protestos ao longo dos próximos dias.

De acordo com a entidade, "além de jogar na fila do desemprego centenas de trabalhadores, a atitude da Urbes irá afetar diretamente o serviço de transporte oferecido à população e inviabilizará qualquer possibilidade de por fim às aglomerações nos ônibus, que é um dos fatores determinantes para a ampliação generalizada e incontrolável da contaminação da população sorocabana pela Covid-19 e, consequentemente, do caos no sistema de Saúde da cidade".

MP 936/2020

O Sindicato dos Rodoviários relembra que as empresas de transporte urbano Consórcio Sorocaba (CONSOR) e Sorocaba Transportes Urbanos (STU) aderiram à Medida Provisória 936/2020 e os trabalhadores estão com jornada de trabalho e salário reduzidos. A MP 936 determina que os trabalhadores têm estabilidade enquanto perdurar a adesão e por igual período do acordo após o retorno à normalidade. O que evidencia mais uma ilegalidade no posicionamento da Urbes. 

100% da frota nas ruas

Diante do crescimento no número de pessoas infectadas pelo novo coronavírus na cidade e do permanente estado de aglomeração nos ônibus do transporte público, o Sindicato dos Rodoviários solicitou à Urbes e às empresas o retorno de 100% da frota de ônibus em circulação, assim como a adoção de medidas de proteção à categoria e à população como transportar apenas passageiros sentados (conforme determina a regra de afastamento social da Organização Mundial da Saúde – OMS), permitir o embarque apenas de passageiros com máscara, implantar barreira de acrílico na cabine do motorista, realizar testes em toda a categoria e disponibilizar aos trabalhadores máscaras adequadas e em número suficiente segundo recomendação dos órgãos de saúde.

O Sindicato protocolou o ofício com essas reivindicações nas empresas STU e CONSOR, no dia 10 de junho, e na Urbes no dia 15 de junho. Até o momento, o Sindicato não teve resposta e a negligência da Urbes contribuiu para o aumento da contaminação em Sorocaba.

Transporte especial

A Urbes também convocou a nova empresa que irá operar o transporte especial em Sorocaba e, mais uma vez, não abriu diálogo com o Sindicato. Essa atitude pode desempregar mais 50 trabalhadores em transportes e prejudicar os usuários do transporte especial, visto que a nova empresa não quer contratar os mesmos funcionários e muitos portadores de necessidades especiais têm aversão a mudanças.

A nova empresa quer rebaixar salário e diminuir direitos, o que não é aceito pela categoria e desrespeita o acordo coletivo de trabalho.

Compartilhe:

NOTÍCIAS RELACIONADAS

Blitz de controle de ruído emitido por escapamentos de motocicletas ocorreu em três pontos de Sorocaba

Ministros do Supremo Tribunal Federal decidem manter Lula preso em Curitiba

Noite sangrenta: em apenas sete horas, Sorocaba registra três homicídios

PM prende ladrão de obra em flagrante empurrando carrinho de mão em Sorocaba

Sorocaba registra mais 12 mortes por Covid-19; 34 pessoas seguem internadas em UTIs

Expo CIEE traz painéis de educação e entretenimento