Informação e Credibilidade para Sorocaba e Região.

Senador do dinheiro nas nádegas é visto como politicamente morto e aconselhado a pedir licença

Foto: Jane de Araújo/Agência Senado
Postado em: 16/10/2020

Compartilhe esta notícia:

Camila Mattoso, FOLHAPRESS


O senador Chico Rodrigues (DEM-RR), flagrado pela Polícia Federal com dinheiro entre as nádegas, foi aconselhado por aliados de Davi Alcolumbre (DEM-AP) a se licenciar do cargo. A medida evitaria um desgaste ainda maior do Parlamento com o episódio.


Caso o senador opte por este caminho, quem assume é seu filho, Pedro Arthur Ferreira Rodrigues, que é seu suplente.


A cúpula do centrão vai além, avalia que Chico está "morto politicamente" com o episódio e que o único caminho é a sua renúncia.


Além do constrangimento com o flagrante, parlamentares adotaram o espírito de corpo para se defender e evitar que o caso respingue neles, além de não criar precedentes para que outros enrolados com a Justiça possam ter mandatos cassados pela Justiça no futuro.


Bolsonaro


Em um esforço para se dissociar de seu aliado flagrado com dinheiro entre as nádegas, o presidente Jair Bolsonaro (sem partido) disse nesta quinta-feira (15) lamentar trabalhar "que nem um desgraçado" e "idiotas" o acusarem de corrupção.


O presidente usou parte de sua live -cerca de dez minutos menor que de costume- para argumentar que o senador Chico Rodrigues, vice-líder de seu governo até a manhã desta quinta, não faz parte de seu governo, embora tenha definido o parlamentar como "uma pessoa que gozava do prestígio, do carinho de quase todos".

Compartilhe:

NOTÍCIAS RELACIONADAS

GCM dá dicas para redobrar a segurança nesse final de ano

Sorocaba volta a registrar fila de pacientes para vagas UTI covid

Cinco bons filmes de realismo fantástico que estimulam a imaginação do espectador

VEJA O VÍDEO - Chegada do suspeito de matar a menina Heloá à delegacia de Tapiraí

CPI da Saúde se reúne e estabelece calendário de diligências e oitivas

Reforço com Pfizer aumenta proteção em quem recebeu doses da CoronaVac