Informação e Credibilidade para Sorocaba e Região.

Justiça mantém condenação de homem que matou GCM e esposa em Mairinque

Postado em: 15/12/2020

Compartilhe esta notícia:

A 2ª Câmara de Direito Criminal do Tribunal de Justiça de São Paulo manteve condenação por latrocínio de réu que participou da invasão de uma casa em Mairinque, execução do casal que morava no local e roubo de dois veículos e pertences. A pena foi arbitrada em 30 anos de reclusão, em regime inicial fechado.

 

O crime ocorreu em 2013.


O grupo de criminosos entrou na residência da família e atirou no dono da casa, Laércio Souza Lanes, que trabalhava como guarda municipal, em sua esposa, Lindalva Prado Lanes, que morreram, e na cabeça do filho de 10 anos, que foi socorrido em estado grave, mas sobreviveu. Além dos automóveis, foram roubados uma pistola, um revólver, cartuchos e cerca de R$ 3 mil.


Para o relator da apelação, desembargador Amaro Thomé, o réu orquestrou plano criminoso com extrema crueldade e desprezo à vida. “As vítimas fatais foram executadas com tiros no rosto, sendo uma delas amarrada momentos antes de sua execução. Como se não bastasse tamanha crueldade, o apelante e seus comparsas dispararam contra criança de 10 anos de idade, o qual sofre, em decorrência do crime, problemas emocionais (morte de seus pais) e problemas físicos (debilidade de braço e perna)”, afirmou o magistrado.


O julgamento, de votação unânime, contou com a participação dos desembargadores Luiz Fernando Vaggione e Francisco Orlando.

Compartilhe:

NOTÍCIAS RELACIONADAS

Aplicativo da Urbes auxilia busca por vans de transporte de alunos

Votorantim registra mais três mortes por Covid-19 e totaliza 29 óbitos

Professores de Etecs e Fatecs dão início à greve sanitária

Caixa inicia neste domingo pagamento do último ciclo do auxílio emergencial

Inadimplência registra queda pelo 4º mês consecutivo em Sorocaba

Sorocaba inicia 2ª etapa de vacinação contra gripe nesta quinta; carcereiros e motoristas de ônibus receberão as doses