Informação e Credibilidade para Sorocaba e Região.

Instalação de iluminação com tecnologia 5G e internet sem fio na região central de Sorocaba terá início em agosto

Foto: Agência Sorocaba
Postado em: 24/06/2022

Compartilhe esta notícia:

Sorocaba será a primeira cidade da região Sudeste do Brasil a receber, gratuitamente e em caráter de projeto-piloto, um sistema de iluminação pública equipado com tecnologia de quinta geração (5G) de conectividade móvel, internet sem fio e câmeras de videomonitoramento. A instalação do conjunto de luminárias inteligentes terá início em agosto deste ano, na região central da cidade, a partir da Praça Coronel Fernando Prestes.

 

A iniciativa faz parte do programa Conecta 5G, do Ministério das Comunicações, e será viabilizada por meio de parceria entre a Prefeitura de Sorocaba e a Agência Brasileira de Desenvolvimento Industrial (ABDI), por intermédio do deputado federal Marcos Pereira. O projeto-piloto atenderá, ainda, as capitais Curitiba (PR), Maceió (AL) e Recife (PE), além das cidades de Juiz de Fora (MG), Ceará-Mirim (RN), Petrolina (PE), Araguaína (TO), Jaraguá do Sul (SC), Picos (PI), Paraipaba (CE), Pato Branco (PR), Foz do Iguaçu (PR), Parauapebas (PA), Canaã dos Carajás (PA) e Campina Grande (PB).

 

“Sorocaba se destaca, mais uma vez, pelo seu pioneirismo no Brasil, sendo vitrine para muitas outras cidades. A instalação da tecnologia 5G vai ao encontro da proposta de criar uma Sorocaba mais humanizada e inovadora, com serviços tecnológicos voltados para toda a população”, apontou o prefeito Rodrigo Manga.

 

Nesta quinta-feira (23), o chefe do Executivo sorocabano recebeu em seu gabinete o presidente da ABDI, Igor Calvet, e o gerente de novas tecnologias da empresa, Tiago Faierstein, acompanhados do deputado federal Marcos Pereira e dos vereadores Luís Santos e Fausto Peres.

 

O Conecta 5G, nesta primeira fase, terá a duração de três anos e recursos superiores a R$ 10 milhões investidos. O projeto foi criado exclusivamente para a ABDI, com o apoio do Ministério das Comunicações e da Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel).

 

As luminárias públicas inteligentes são importadas da Finlândia e foram desenvolvidas pelas empresas Nokia (Finlândia) e Juganu (Israel), contendo uma antena 5G integrada e utilizando tecnologia de chipset da empresa Qualcomm (EUA) e outra desta mesma companhia, para a internet sem fio.

 

O acesso ao sinal será livre para todo cidadão sorocabano naquela região, desde que possua equipamentos compatíveis com o sistema 5G. “Usuários que não dispõem dessa tecnologia poderão acessar, normalmente, o sinal de internet convencional, 4G, irradiado também via Wi-Fi”, explicou Tiago.

 

Os testes serão realizados nas faixas de frequência 3.7; 3.8; 27.5 e de 27.9 GHz (gigahertz) da tecnologia 5G. “O sinal 5G é aproximadamente 100 vezes mais veloz que o 4G”, explica Igor Calvet.

 

Cada luminária que será instalada em Sorocaba ainda vem equipada com duas câmeras de alta resolução, cujas imagens podem ser integradas à rede de videomonitoramento da Administração Municipal, tanto para fins de segurança pública, como para monitoramento de trânsito. “Todo controle de câmeras e da iluminação podem ser feitos de forma remota, por uma central de monitoramento”, frisou Tiago.

 

Segundo o presidente da ABDI, a meta do projeto federal é contemplar, em um primeiro momento, cidades com mais de 500 mil habitantes. Depois, serão atendidas localidades acima de 100 mil, seguidas daquelas com mais de 30 mil habitantes e, assim, sucessivamente, até que todas as 5.570 cidades brasileiras estejam plenamente cobertas em 2029. “Sorocaba se destaca nessa vanguarda”, aponta Igor.

 

Diferencial é que, para implementar as luminárias 5G, não é necessário que a cidade já tenha regulamentado localmente a Lei Geral de Antenas, que estabelece o regramento para utilização da tecnologia 5G em espaços particulares. “Isso porque todo o sistema 5G está nas luminárias, que são dispositivos de propriedade e para finalidades públicas”, justificou Igor.

 

O prefeito Rodrigo Manga já havia assinado o Acordo de Cooperação Técnica entre as partes envolvidas, no dia 11 de março, em Brasília. “A proposta é oferecer internet de qualidade, ampliando a conectividade. Estamos otimistas quanto a essa nova tecnologia e, a partir dos resultados atingidos nessa fase experimental, a ideia é disponibilizar, em um segundo momento, esse serviço em outras áreas da cidade”, completou o prefeito Rodrigo Manga.

Compartilhe:

NOTÍCIAS RELACIONADAS

Brasil deve retomar grau de investimento em breve, diz ministro

Bolsonaro completa um mês sem parabenizar Biden por vitória nos EUA

Bolsonaro pede a Moraes, do STF, reconsideração da nomeação de Ramagem para PF

Onyx diz que saques do FGTS serão limitados a R$ 500 por conta

Vigilância Sanitária interdita casa de tratamento para dependentes químicos

Prefeitura finaliza recapeamento de duas ruas do Parque Esmeralda