Informação e Credibilidade para Sorocaba e Região.

Golpistas que fingiam arrecadar doações para a Unicef são presos pela polícia

Foto: divulgação/Polícia Civil
Postado em: 26/11/2020

Compartilhe esta notícia:

A Polícia Civil de Sorocaba, por meio da Divisão Especializada de Investigações Criminais (Deic), identificou uma organização criminosa que em decorrência da pandemia de coronavírus e com o pretexto de ajudar a UNICEF (Fundo das Nações Unidas para a Infância) no combate à fome, praticou diversos golpes contra empresas.

Durante toda a investigação foram cumpridos cerca de 10 mandados de busca e apreensão, 2 pessoas foram presas, sendo uma em Osasco e outra em Praia Grande. Conforme detalhou o delegado Rodrigo Ayres, foram apreendidos documentos e dispositivos eletrônicos que demonstram a prática do crime. Um dos foragidos já foi identificado.

 

Durante o golpe, os criminosos se passavam por representantes de empresas conhecidas, inclusive internacionais, que pretendiam comprar embalagens e produtos alimentícios para que a UNICEF pudesse atender as milhares de pessoas necessitadas. O prejuízo suportado pelas empresas vítimas do estelionato chegou a R$ 5 milhões.

 

As vítimas, no afã de contribuir, entregavam os produtos com preços de custos, apostando na credibilidade dos supostos representantes da empresa; no entanto, meses depois, percebiam que se tornaram vítimas de um golpe, que atingiram cifras milionárias, uma vez que diversas carretas contendo mercadorias foram transportadas. 

 

Após meses de investigação, foi possível apurar que a organização criminosa contratou contadores e profissionais da tecnologia da informação para que conseguissem praticar os crimes, mediante criação de documentos e sites falsos.

 

A DEIC de Sorocaba identificou os membros da organização criminosa, e através do trabalho de inteligência policial, valendo-se de métodos tradicionais e recursos modernos, obteve elementos substanciais , prendeu os criminosos e desarticulou o grupo criminoso.

Compartilhe:

NOTÍCIAS RELACIONADAS

Homem que furtou lanchonete é preso pela PM enquanto saía do local do crime 

Paço intima vereador a esclarecer ‘uso indevido’ de WhatsApp da Ouvidoria

“O Rei Leão” é esteticamente impecável, mas não tem carisma e só funciona pela nostalgia

Reinfecção de covid-19 é improvável por pelo menos seis meses

Presidente do TSE, Barroso diz que eleição de 2020 teve menor incidência de fake news

SP vai comprar 100 milhões de seringas e agulhas para vacinação de coronavírus