16 de Junho de 2024
Informação e Credibilidade para Sorocaba e Região.

GCM detém homem por agredir mulher com pedaço de madeira

Foto: Divulgação
Postado em: 12/04/2024

Compartilhe esta notícia:

A Guarda Civil Municipal (GCM) de Sorocaba deteve, às 3h15 desta sexta-feira (12), um homem de 43 anos de idade acusado de agredir sua companheira com um pedaço de madeira, motivado por ciúmes. O caso ocorreu próximo à Praça Pedro de Toledo, localizada junto ao Cemitério da Saudade, na Zona Norte da cidade.

Uma equipe da GCM fazia patrulhamento preventivo nas imediações e foi acionada pela própria vítima, de 41 anos de idade. Ela relatou que estava em um posto de gasolina com o agressor e que, por ciúmes, vieram embora de motocicleta.

A mulher teria sido atingida com cabeçadas, sendo que as agressões se intensificaram ao chegarem em casa, com puxões de cabelo, socos, chute e pauladas. À GCM, a vítima disse, ainda, que conseguiu fugir correndo, mas perto de um ponto de táxi, o homem prosseguiu com agressões verbais e físicas.

No momento da abordagem, o agressor apresentava ferimento na mão que, segundo a vítima, teria ocorrido quando ela tentava se defender dele. O pedaço de madeira usado nas agressões também foi recolhido pela GCM e apresentado na Delegacia de Defesa da Mulher (DDM), juntamente com os envolvidos.

A autoridade de plantão ratificou a voz de prisão dada pelos GCMs e o acusado permanece à disposição da Justiça. Ele responderá pelos crimes de violência doméstica, lesão corporal, ameaça, danos e injúria, conforme Boletim de Ocorrência registrado na DDM, por crime em flagrante.

Compartilhe:

NOTÍCIAS RELACIONADAS

41ª Festa Julina Beneficente de Sorocaba será realizada de 13 a 31 de julho no Paço Municipal

Escorpiões: Cartilha orienta hospitais para atendimento de casos

Câmara terá esquema especial de acesso para dia da votação de cassação da vice

Sócio da Planeta é homenageado em solenidade na sede do CPI-7 em Sorocaba

BOA NOTÍCIA - Sorocaba não registra novas mortes da Covid-19 nesta sexta-feira

Garoto de 17 anos atuava como "gerente" do tráfico de drogas na região do Cajuru