Informação e Credibilidade para Sorocaba e Região.

Espero que não volte o BolsoDoria, diz Eduardo Leite, ao buscar aliados em SP para prévias do PSDB

Foto: Fotoarena/Folhapress
Postado em: 17/10/2021

Compartilhe esta notícia:

Géssica Brandino, Folhapress

 

Em busca de votos para ser o presidenciável do PSDB, o governador do Rio Grande do Sul, Eduardo Leite, reagiu neste domingo (17) a manifestações do governador de São Paulo, João Doria, sobre o processo de prévias no partido.

 

Neste sábado (16), após a repercussão negativa por anunciar que não participaria do primeiro debate das prévias marcado para terça-feira (19), Doria voltou atrás e confirmou presença no evento, que será promovido pelos jornais O Globo e Valor Econômico, no Rio de Janeiro.

 

Doria também levantou desconfiança a respeito do sistema de votação do pleito, que acontecerá de forma eletrônica, por meio de um aplicativo.

 

"Negar participação no debate e lançar suspeitas à forma de votação é coisa do bolsonarismo. Espero que não volte o BolsoDoria", disse Leite.

 

"Espero que a gente tenha uma atitude de PSDB, que preza pelos debates, pelo diálogo, pela construção de convergência, que marque as posições", finalizou.

 

A declaração foi repetida em encontro com tucanos em Santo André, no ABC paulista, e na capital, onde Leite tenta tirar votos de Doria para vencer a disputa, marcada para 21 de novembro, que tem ainda a participação do ex-prefeito de Manaus Arthur Virgílio.

 

Em 2018, com o mote "BolsoDoria" Doria trabalhou pela candidatura de Jair Bolsonaro, o que gerou descontentamento no partido, que tinha Geraldo Alckmin como candidato.

 

Após as eleições, Doria rompeu com o presidente de olho na própria candidatura ao Planalto em 2022. Em meio à pandemia, ele se notabilizou no processo de aquisição de vacinas em oposição ao discurso negacionista de Bolsonaro.

 

Nos últimos meses, o governador paulista tem voltado à tônica antipetista com a qual foi eleito à prefeitura de São Paulo e depois ao governo.

 

Aos tucanos, Leite afirmou que pretende seguir uma linha de conciliação, sem ataques aos adversários e em defesa de um projeto de país, que abarca uma agenda de privatizações, investimento em educação e geração de empregos.

 

"Precisamos de uma terceira via, não de um terceiro polo de radicalização", afirmou.

 

Na noite deste domingo, Leite participa ainda de um jantar com banqueiros, empresários e representantes do mercado financeiro, a convite do grupo Esfera Brasil, que tem promovido encontros entre políticos e representantes do mercado.

 

Antes de chegar a São Paulo, Leite participou de atividades com tucanos em Belo Horizonte e Governador Valadares, em Minas Gerais. Segundo a campanha do governador, estiveram presentes 1,3 mil pessoas, entre elas 59 prefeitos, 35 vice-prefeitos e 238 vereadores.

Compartilhe:

NOTÍCIAS RELACIONADAS

GCM dispersa aglomerações em 13 pontos da cidade durante a Sexta-feira Santa

Parte dos trabalhadores de saúde em Sorocaba anuncia greve a partir de 5ª

Rafael Ilha definiu a morte de Gugu como o momento mais difícil de sua vida

Novas mensagens de Bolsonaro a Moro reforçam versão de interferência na PF

Polícia Civil cumpre mandados de busca e apreensão em endereços do ex-prefeito José Crespo

CPI dos Livros começa oitivas nesta quarta; primeiro a ser ouvido será Secretário da Educação