Informação e Credibilidade para Sorocaba e Região.

Doria afirma que São Paulo deve ter novas restrições para eventos com aglomerações

Foto: Pedro Ladeira/Folhapress
Postado em: 11/01/2022

Compartilhe esta notícia:

Wesley Faraó Klimpel, Folhapress

 

O governador de São Paulo, João Doria (PSDB), afirmou nesta terça-feira (11) que o estado deve ter novas restrições em eventos de grandes aglomerações diante do avanço da variante ômicron do coronavírus e da epidemia de influenza.

 

"Vamos ter evidentemente restrições que já foram apresentadas para eventos de aglomerações", disse. "Grandes aglomerações não são recomendáveis, e o comitê científico do estado de São Paulo já expressou essa deliberação."

 

O comitê científico se reúne na tarde desta terça e deve repassar ao tucano as novas diretrizes, que serão anunciadas em entrevista coletiva nesta quarta (12). As restrições devem impactar shows, festas e jogos de futebol.

 

O Consórcio Intermunicipal ABC vai pedir ao comitê científico estadual que limite o público permitido nos jogos da Copa São Paulo de Juniores, atualmente na fase de classificação, e do Campeonato Paulista, cujo início é previsto para o próximo dia 23.

 

Doria afirmou, no entanto, que as novas medidas não afetarão o comércio, serviços, indústria e agronegócio, como noticiou a coluna Painel S.A. "Quero tranquilizar o comércio e o setor de serviços de que não há nenhuma indicação até o presente momento de que restrições poderiam ser implementadas."

 

Desde o ano passado, ao menos 58 cidades do interior paulista, litoral e Grande São Paulo cancelaram o Carnaval de rua. A Prefeitura de São Paulo tomou a mesma decisão na última quinta (6).

 

Houve pressão para o cancelamento por parte do governo estadual. O médico João Gabbardo, coordenador do comitê científico que aconselha Doria, disse que "é impensável manter o Carnaval de rua sem controle de vacinação".

 

Os médicos do comitê têm acompanhado com preocupação o aumento do número de internações por problemas respiratórios no estado.

 

Como medida contra o avanço do coronavírus, o governo paulista prorrogou o uso obrigatório de máscaras em locais abertos no estado até o dia 31 deste mês.

Compartilhe:

NOTÍCIAS RELACIONADAS

Nove CRAS voltam a atender a população em esquema de rodízio

Programa “Sorocaba Linda de Verdade” segue promovendo revitalização de parques e praças da cidade

SP deve ter feriadão de 6 dias a partir desta quarta para aumentar isolamento

Complexo Anhembi terá 300 leitos para pacientes de Covid-19 até o dia 6 de abril em São Paulo

Justiça rejeita denúncia contra Lula e irmão em derrota da Lava Jato de SP

Prefeitura confirma trocas em secretarias municipais e completa 17 desde o início da pandemia