Informação e Credibilidade para Sorocaba e Região.

Suspeitas de coronavírus em Sorocaba sobem para 16

Postado em: 13/03/2020

Compartilhe esta notícia:

 

Atualmente, Sorocaba possui 16 casos suspeitos de coronavírus (COVID-19). Tratam-se de moradores de Sorocaba, 11 mulheres e 5 homens. As informações foram divulgadas pela Secretaria de Saúde do município nesta quinta-feira (12). 

 

Do número total de suspeitos, 13 possuem histórico de viagem a países com circulação do vírus e 3 tiveram contato com suspeitos da doença. O primeiro caso suspeito em Sorocaba foi registrado no dia 26 de fevereiro. Até o momento, 6 notificações de suspeitas foram descartadas pelo Instituto Adolfo Lutz (IAL), órgão estadual responsável pelos exames da doença.

 

Ainda não há previsão do resultado, mas assim que concluído, será divulgado a toda imprensa. Vale ressaltar que os suspeitos estão sendo monitorados diariamente pela Vigilância Epidemiológica até o resultado dos exames.

 

Os suspeitos foram atendidos em Unidades de Pronto Atendimento e hospitais de Sorocaba, locais onde foram respeitados todos os critérios de higiene/etiqueta respiratória. Todos os suspeitos encontram-se bem e mantidos em isolamento domiciliar. As amostras para exames já foram coletadas e enviadas ao Instituto Adolf Lutz (IAL). As famílias dos pacientes foram orientadas sobre as medidas preventivas de contato.

 

Reafirmando as palavras da prefeita Jaqueline Coutinho, o secretário da Saúde, Ademir Watanabe, destaca que neste momento não há motivo para pânico e nem orientação para cancelamento de eventos na cidade. “Já possuímos um plano de contingência para enfrentamento do coronavírus caso a doença seja confirmada na cidade. Além disso, nos reunimos frequentemente com os estabelecimentos de saúde, públicos e privados, para atualizar os fluxos de atendimento, apresentar a situação epidemiológica local e estreitar relações com o objetivo de melhorar a assistência prestada”, ressalta.

 

No dia 26 de fevereiro, a Vigilância Epidemiológica Municipal elaborou o Fluxo de Atendimento para casos suspeitos de COVID-19, nomenclatura utilizada aos casos de doença respiratória causadas pelo novo coronavírus (SARS-CoV-19) identificado na China em 2019, seguindo normas estabelecidas pelo Ministério da Saúde e pelo Centro de Vigilância Epidemiológica do Estado de SP (CVE-SP). Todas as unidades de atendimento à saúde receberam o documento, com orientação de como proceder frente aos casos suspeitos.

 

Neste momento são considerados como suspeitos pacientes procedentes de países com transmissão local estabelecida que apresentem febre e sintomas respiratórios em até 14 dias após o retorno. Familiares ou pessoas com contato próximo aos casos suspeitos e que apresentem febre e sintomas respiratórios deverão também ser notificados e testados para o SARS-CoV-19.


Medidas tomadas pelo Poder Público

 

Após declaração de pandemia global pela OMS (Organização Mundial da Saúde) em decorrência do novo coronavírus, depois de milhões de compartilhamentos de whatsapp a respeito do coronavírus, após ter conversado com o secretário da Saúde da Prefeitura de Sorocaba, Ademir Watanabe – que está sintonizado com todas as medidas preventivas a respeito do tema preconizadas pelo Ministério da Saúde e Secretaria Estadual da Saúde – e ter conversado com o secretário de Educação, Wanderley Acca, responsável pelas creches que atendem as crianças de 0 a 2 anos, a prefeita de Sorocaba, Jaqueline Coutinho, entende que as medidas de combate ao novo coronavírus estão sendo tratadas com a seriedade que o tema exige.

 

A prefeita Jaqueline afirma que, “neste momento, não há razão para pânico em Sorocaba, assim como o governador João Dória preconizou que não há razão de pânico para o estado de São Paulo”. E a prefeita enfatiza: “Será feita reavaliação diária quanto às medidas a serem adotadas em todas as esferas da municipalidade, inclusive de forma integrada com outros órgãos e entidades de toda a sociedade civil”.

 

Sorocaba não tem nenhum caso confirmado do Covid-19. No Estado de São Paulo estão confirmados 46 casos do Covid-19.

 

O infectologista e coordenador do Centro de Contingência do Coronavírus de São Paulo, médico David Uip, assegurou que o Estado “está pronto para qualquer cenário” pois dispõe de 100 mil leitos, sendo 7.200 destes voltados à unidades de tratamento intensivo (UTI), número suficiente para lidar com o possível avanço do coronavírus em São Paulo.

 

O governador João Dória confirmou que o governo do Estado irá disponibilizar mais mil leitos para UTIs, número próximo dos 1.400 necessários para os próximos 4 meses, segundo previsão de Uip.

 

Ademir Watanabe, secretário da Saúde em Sorocaba, assegurou que sua pasta está em sintonia com as medidas que estão sendo tomadas pelo governo paulista e Sorocaba terá, em caso de necessidade, condições de providenciar o atendimento necessário.

 

A prefeita Jaqueline Coutinho, diante deste quadro, entende que no momento (dia 12 de março, às 17h) “não há necessidade de paralisar Sorocaba, criar pânico na população, e nem antecipar processos uma vez que o efeito disso é extremamente nocivo à vida das pessoas, economia da cidade, de uma região, de um pais ou continente”.

 

Seguindo orientações dos especialistas da área médica, a prefeita recomenda que idosos e pessoas com doenças crônicas evitem aglomerações, e descarta “o fechamento de locais públicos ou o cancelamento de eventos, como exposições, shows, jogos…”.

Compartilhe:

NOTÍCIAS RELACIONADAS

Samu de Sorocaba e helicóptero Águia garantem transferência de criança ao Gpaci

Dupla suspeita de executar homem a tiros no Cajuru é presa pela polícia

Famílias de Manaus recorrem a atendimento em casa e montam próprio mini-hospital

Homem é preso após furtar carne, bebidas, pães e cigarros em mercado de Iperó

2º dia do mutirão do Novembro Azul acontece neste sábado; atendimento será na Policlínica Municipal

21 motoristas são multados por blitz da lei seca em Sorocaba