Informação e Credibilidade para Sorocaba e Região.

Sorocaba tem 1º hospital do interior acreditado por instituição mundial verificadora da qualidade e segurança de pacientes

Postado em: 08/01/2020

Compartilhe esta notícia:

 

 

No dia 19 de dezembro, o Hospital Dr. Miguel Soeiro (HMS), pertencente à Unimed Sorocaba, foi comunicado pela Joint Commission International (JCI), com sede nos Estados Unidos, de que receberá sua acreditação – considerada a mais importante do mundo em termos de qualidade e segurança do paciente. Assim, a instituição hospitalar sorocabana tornou-se a primeira do interior do estado de São Paulo e a única do Sistema Unimed do Brasil a alcançar este patamar.

 

A JCI é uma organização não governamental, considerada líder mundial em acreditação de organizações de saúde e criada há mais de 50 anos. Seu objetivo é fomentar uma cultura de segurança e qualidade no cuidado ao paciente, com base nas mais elevadas técnicas e processos de itens como protocolos de tratamento e procedimentos, infraestrutura hospitalar, controle de infecções e manutenção de equipamentos.

 

A opção por buscar a acreditação JCI não ocorreu ao acaso ou pela mítica que ela representa no meio assistencial mundial. A escolha se deu porque a Unimed Sorocaba entendeu – após longas deliberações envolvendo o Conselho de Administração, a Diretoria Executiva e as Diretorias do HMS – que o selo poderia contribuir na identificação de novos modelos assistenciais e diferentes formas de gestão, que carregariam consigo a possibilidade concreta de se alcançarem resultados capazes de otimizar valores importantes e que já existem (como os recursos humanos e tecnológicos, o cuidado humanizado oferecido aos clientes e os serviços prestados).

 

O presidente da Unimed Sorocaba, José Moron Morad, diz que a conquista coroa sua gestão à frente da Cooperativa. “Foi o principal marco dos meus dois mandatos como presidente e uma das maiores realizações de toda a minha vida”, afirma.

 

De um modo geral, Moron resume a obtenção da JCI da seguinte maneira: “Não se tratou de um desafio, mas sim de uma necessidade decorrente da fantástica evolução pela qual o HMS passa desde a sua fundação, em 1996. Não era um mero capricho corporativo, pois basta observar que muitos dos melhores hospitais têm ou almejam ter esta acreditação. Não significava gerar mais trabalho ou mudar rotinas assistenciais, mas ampliar, de maneira inequívoca, a segurança assistencial oferecida aos pacientes e ao trabalho do corpo clínico. Não estamos nos fechando num mundo de regras e condutas imutáveis e monocráticas, mas incorporando o que há de mais seguro em termos de protocolos e processos. E, finalmente, não estamos preparando nada para um futuro incerto – estamos, sim, dando um passo muito grande, que tornará a Unimed Sorocaba, o HMS, seus médicos cooperados e colaboradores ainda mais respeitados”.

Compartilhe:

NOTÍCIAS RELACIONADAS

UBS Laranjeiras abre neste sábado para realizar testes de HIV e sífilis

870 cães e gatos serão castrados em mutirão durante a semana na Zona Norte

Presidente do TSE, Barroso diz que eleição de 2020 teve menor incidência de fake news

Santa Casa volta a ter 100% de ocupação na UTI por covid-19

Parque dos Espanhóis deverá contar com cachorródromo; processo está em fase de licitação

Com alta de internações por Covid, governo de SP congela agendamento de novas cirurgias eletivas