Informação e Credibilidade para Sorocaba e Região.

Sindicato convoca assembleia e chama empresas do transporte público de "intransigentes"; há um mês, motoristas fizeram greve

Agência Sorocaba
Postado em: 23/04/2020

Compartilhe esta notícia:

O Sindicato dos Rodoviários de Sorocaba e Região convocou para esta quinta-feira (23), às 12h30, uma assembleia com os trabalhadores no transporte urbano de Sorocaba. De acordo com o Sindicato, "as empresas estão intransigentes, apresentando novos obstáculos a cada momento que se chega a possibilidade de acordo", após uma reunião feita com a presença de representantes sindicais, as empresas de transporte e a prefeita Jaqueline Coutinho, realizado nesta quarta-feira (22). Há um mês, em 24 de março, o Sindicato deflagrou uma greve geral dos motoristas do transporte coletivo. 

O objetivo do encontro, que ocorrerá em frente à sede da entidade, na rua Capitão Augusto Franco, 159, é informar a categoria sobre o andamento das negociações com as empresas de transporte urbano e definir ações para impedir demissões e perdas salariais.

Segundo a nota enviada pelo Sindicato, as empresas "não pagaram o adiantamento salarial aos trabalhadores no dia 20 deste mês, mesmo a categoria estando trabalhando diariamente e com alto risco de contágio pelo novo coronavírus". 

Em outro momento, o Sindicato relembrou "que as empresas não pagaram o salário completo aos trabalhadores no 5º dia útil de abril, ou seja, o salário referente ao mês de março, que foi trabalhado em sua totalidade e antes do início das ações do poder público para evitar circulação das pessoas na cidade, com objetivo de impedir a propagação do novo vírus".

Se os motoristas e líderes sindicais decidirem implantar o estado de greve, ainda haverá um prazo obrigatório de 72 horas para que uma greve possa ser deflagrada.


Veja a nota completa do Sindicato dos Rodoviários

O Sindicato dos Rodoviários de Sorocaba e Região informa que irá realizar uma assembleia com os trabalhadores no transporte urbano de Sorocaba nesta quinta-feira, 23, às 12h30, em frente à sede da entidade, na rua Capitão Augusto Franco, 159, para informar a categoria sobre o andamento das negociações com as empresas de transporte urbano e definir ações para impedir demissões e perdas salariais.

Sindicato dos Rodoviários, empresas do transporte urbano e poder público estiveram reunidos nesta quarta-feira, 22, empenhados em chegar a um acordo sobre a questão trabalhista diante da pandemia do novo coronavírus. O poder público assumiu compromisso de ampliar o repasse de verba às empresas para que elas pudessem honrar com os deveres trabalhistas. Na mesa de negociação, o Sindicato concordou com a implantação da Medida Provisória 936 com ressalvas e cedeu em pontos a fim de se chegar a um acordo. Porém, as empresas estão intransigentes, apresentando novos obstáculos a cada momento que se chega a possibilidade de acordo.

O Sindicato dos Rodoviários informa que as empresas não pagaram o adiantamento salarial aos trabalhadores no dia 20 deste mês, mesmo a categoria estando trabalhando diariamente e com alto risco de contágio pelo novo coronavírus.

O Sindicato também relembra que as empresas não pagaram o salário completo aos trabalhadores no 5º dia útil de abril, ou seja, o salário referente ao mês de março, que foi trabalhado em sua totalidade e antes do início das ações do poder público para evitar circulação das pessoas na cidade, com objetivo de impedir a propagação do novo vírus.

Compartilhe:

NOTÍCIAS RELACIONADAS

Prefeitura protocola projeto Cartão Merenda 25 dias após anúncio; valor será de R$ 56,00 por estudante da rede municipal

João de Deus: Federação Espírita condena atendimentos individuais após denúncias

Brasil fará teste em massa neste mês para saber número de infectados por coronavírus

Abertas inscrições para cursos gratuitos de capacitação técnica com apoio da Uniten

Foragido da Justiça morre em troca de tiros com a Polícia Militar

Após agredir ex-sogro com facão, homem é atingido com tiro de espingarda pela GCM