Informação e Credibilidade para Sorocaba e Região.

PF faz buscas em endereços do cantor Sérgio Reis e de deputado bolsonarista

Foto: divulgação
Postado em: 20/08/2021

Compartilhe esta notícia:

Camila Mattoso, FOLHAPRESS


A Polícia Federal cumpre na manhã desta sexta (20) mandados de busca e apreensão em endereços do cantor Sérgio Reis e do deputado Otoni de Paula (PSC-RJ).


As medidas foram autorizadas pelo ministro Alexandre de Moraes, do Supremo Tribunal Federal.


Segundo a PF, o objetivo das medidas é apurar o "eventual cometimento do crime de incitar a população, através das redes sociais, a praticar atos violentos e ameaçadores contra a Democracia, o Estado de Direito e suas Instituições, bem como contra os membros dos Poderes". ​


Ao todo são cumpridos mandados de busca e apreensão em 29 endereços.


Um dos mandados está sendo cumprido no gabinete do deputado Otoni de Paula na Câmara.


Além dos dois alvos, a PF faz buscas em endereços em Santa Catarina, São Paulo, Rio de Janeiro, Mato Grosso, Ceará e Paraná.


Sergio Reis entrou na mira do STF após defender em um áudio gravado o afastamentos dos ministros da corte pelo Senado Federal.


No áudio, uma conversa com um amigo que veio a público no fim de semana, Reis disse que "se em 30 dias não tirarem os caras nós vamos invadir, quebrar tudo e tirar os caras na marra. Pronto. É assim que vai ser. E a coisa tá séria".


Reis também falou de uma reunião que teve com o próprio presidente Jair Bolsonaro e com militares "do Exército, da Marinha e da Aeronáutica", em que informou o que faria.


"Se em 30 dias não tirarem os caras nós vamos invadir, quebrar tudo e tirar os caras na marra. Pronto. É assim que vai ser. E a coisa tá séria", afirmou o cantor.


O deputado bolsonarista, por sua vez, chegou a ser denunciado em 2020 por ataques e ofensas ao ministro Alexandre de Moraes.


O parlamentar publicou vídeos em suas redes sociais em que chamava o ministro de esgoto do STF, canalha e tirano.


Nesta semana, após a repercussão do caso envolvendo Sérgio Reis, Otoni de Paula utilizou a tribuna do Plenário da Câmara para reclamar da postura de ministros do STF.

Compartilhe:

NOTÍCIAS RELACIONADAS

Sorocaba aplica 2ª dose da CoronaVac nesta quarta em quem tem 27 anos ou mais e faltosos que tomaram a 1ª aplicação até 1 de agosto

Tribunal “devolve” Operação Casa de Papel e Crespo será julgado em Sorocaba

Ex-secretário registra BO contra prefeito Crespo por calúnia e difamação

Um ano após acidente em atração, parque aquático aponta falha de fabricante

Governo Bolsonaro quer acabar com aumento real de piso salarial de professor

Governo Doria quer terceirizar merenda das escolas em São Paulo