Informação e Credibilidade para Sorocaba e Região.

PF abre inquérito para investigar se Bolsonaro prevaricou em caso de suspeitas da Covaxin

Postado em: 12/07/2021

Compartilhe esta notícia:

Camila Mattoso, FOLHAPRESS


A Polícia Federal instaurou inquérito para investigar suspeita de prevaricação de Jair Bolsonaro na negociação do governo para a compra da vacina Covaxin.


A apuração tem origem nas afirmações do deputado federal Luis Miranda (DEM-DF), que diz ter avisado o presidente sobre irregularidades nas tratativas e as pressões que seu irmão, servidor do Ministério da Saúde, teria sofrido.


A prevaricação é um tipo criminal em que o agente público deixa de agir ou retarda a ação para satisfazer interesses pessoais.


No caso do presidente, a apuração vai buscar saber se ele foi de fato informado e se tomou medidas.


A investigação foi solicitada pela PGR após a ministra do STF Rosa Weber cobrar manifestação da Procuradoria sobre a notícia-crime apresentada ao Supremo por três senadores.


Na PF, o caso será conduzido pelo Sinq (Serviço de Inquérito) da Diretoria de Investigação e Combate ao Crime Organizado, setor que cuida de apurações que envolvem pessoas com foro.

Compartilhe:

NOTÍCIAS RELACIONADAS

Áudio: “a luta vai continuar por todos”, diz esposa de Thiago Wilfer

Atendimento presencial na Urbes segue critério do dígito final do CPF

Novo ministro da Justiça escolhe coronel da PM para Secretaria Nacional de Segurança Pública

Ser de grupo de risco para a Covid-19 ou estar em isolamento não tira obrigatoriedade do voto

Urbes se reúne com empresas do transporte coletivo para traçar medidas contra o coronavírus

Brasil tem 1.300 novas mortes por Covid-19 nesta quarta; total passa de 39 mil