Informação e Credibilidade para Sorocaba e Região.

Incomodado com chance de dividir candidatura com Flávio Amary, Lippi diz: "decisão perigosa do partido"

Foto: reprodução
Postado em: 25/08/2021

Compartilhe esta notícia:

O deputado federal Vitor Lippi disse que seria um "grande risco para o PSDB" caso haja dois candidatos a deputado federal pela região de Sorocaba nas eleições do ano que vem. 

Sua colocação surge após o nome do secretário de Habitação do Governo Doria, Flávio Amary,  que é filho do ex-prefeito Renato Amary, ser cogitado para disputar uma vaga à Câmara Federal.

Lippi foi entrevistado nesta edição de quarta-feira (25), do Jornal da Manhã, da Jovem Pan Sorocaba. "Isso seria um grande risco para o PSDB. Ter dois nomes importantes na mesma cidade. Seria um risco muito grande nós ficarmos sem nenhum. A história já mostrou isso. Numa época, Antonio Carlos Pannunzio saiu com Renato Amary. Ambos foram bem votados e nenhum foi eleito. Acho que seria um risco para Sorocaba e região, sem sombra de dúvida. Espero que essa questão seja definida com muita coerência e responsabilidade pelo partido", conclui. 

Assista

 

 

Perguntado se sairia do partido, ele respondeu que "não vê essa possibilidade e que preza por sua trajetória política". 

O apresentador e diretor-presidente da Jovem Pan Sorocaba, Kiko Pagliato, perguntou se o parlamentar se sentiria "traído" por sua legenda, caso prossiga com a decisão de duas candidaturas a deputado federal e Lippi respondeu: "Sim, eu realmente iria achar uma decisão perigosa e que traria um grande prejuízo para a região de Sorocaba. Eu sou o deputado federal que mais traz recursos para a região. Nós interroperíamos um trabalho dentro do parlamento, das reformas que estamos fazendo". 

Questionado novamente se ficaria chateado com tal decisão por parte do PSDB, ele comentou: "eu não iria comemorar isso, mas na política não acontece o que sempre o que a gente quer. Acredito que o partido terá a coerência de aproveitar esse talento que é o Flávio [Amary] em outras questões que o estado precisa e que o partido precisa também."

Compartilhe:

NOTÍCIAS RELACIONADAS

Paulo Guedes: contribuição patronal na capitalização gerará desemprego de jovens

As melhores minisséries de 2019

Família busca informações sobre paradeiro de presidente do Conegro Sorocaba

Bolsonaro apaga comentário ofensivo à primeira-dama francesa

Operação policial prende homem e apreende detonadores de explosivos

Kassio Nunes Marques é aprovado na CCJ do Senado para vaga no STF