Informação e Credibilidade para Sorocaba e Região.

Golpe da covid: polícia faz operação para prender criminosos que fingiam ser agentes de saúde

Foto: Polícia Civil/divulgação
Postado em: 13/09/2021

Compartilhe esta notícia:

A Polícia Civil de Sorocaba, por meio da Divisão Especializada de Investigações Criminais (Deic), deflagrou na madrugada desta segunda-feira (13) a operação denominada de "Ripley", visando a prisão de criminosos com falsas pesquisas sobre a Covid-19. Nesta manhã, 5 pessoas foram presas. 

 

O delegado-titular da Dise (Delegacia de Investigações Sobre Entorpecentes), Rodrigo Ayres, falou sobre a operação no Jornal da Manhã, da Jovem Pan Sorocaba, edição desta segunda-feira (13).

Ele conta que a operação iniciou nas primeiras horas da manhã desta segunda. "Cerca de 50 policiais da Deic Sorocaba partiram para São Paulo e conseguiram prender 5 pessoas, todas as envolvidas na quadrilha", informou. "Tivemos um período longo de investigação, aproximadamente seis meses. A investigação partiu de algumas vítimas de Sorocaba, mas havia vítimas em todo o estado de São Paulo", continuou Rodrigo Ayres. 


Conforme explicou o delegado, o golpe tinha algumas etapas: "simular as pesquisas e, com os telefones das vítimas, [os criminosos] passavam a pedir empréstimos e, na sequência, com os valores, lavavam o dinheiro para que eles não fossem rastreados". 

Assista

 

 

Conforme apurado ao longo das investigações, os integrantes da associação criminosa passavam-se por servidores do Ministério da Saúde, ligavam para as pessoas e simulavam que estavam realizando pesquisas sobre a sobre a doença. No entanto, eles buscavam mesmo informações para "clonar" o aplicativo de WhatsApp das vítimas.

 

Após conseguirem a lista de contatos do WhatsApp das pessoas, os criminosos mudavam a dinâmica dos golpes e, se passando pelas vítimas, solicitavam empréstimos a familiares e amigos. Os policiais civis da DEIC Sorocaba conseguiram desarticular tanto o núcleo operacional, como o núcleo financeiro da associação criminosa. Nesta manhã cinco pessoas foram presas no bairro de Itaquera, em São Paulo, Capital.

 

Foram cumpridos ainda 12 mandados de busca e apreensão e diversos dispositivos eletrônicos e comprovantes das fraudes apreendidos.

Compartilhe:

NOTÍCIAS RELACIONADAS

Biden diz que nada impedirá transição de poder nos EUA

Veja na íntegra o vídeo da reunião de Bolsonaro com ministros divulgado pelo STF

Pandemia em 2021 pode ser pior do que em 2020, diz presidente do Instituto Butantan

Polícia afasta PM que pisou no pescoço de comerciante na zona sul de SP

Os 30 anos da VT Publicidade

Número de mortos na Baixada Santista sobe para 25, diz Defesa Civil