Informação e Credibilidade para Sorocaba e Região.

Estudante de 18 anos joga recém-nascida do décimo andar de prédio

Postado em: 08/06/2019

Compartilhe esta notícia:

FOLHAPRESS

Uma estudante de direito de 18 anos é acusada de jogar um recém-nascido aos 7 meses de gestação, do 10° andar de um prédio na Vila Ema, na zona leste de São Paulo, na madrugada deste sexta-feira (7). A criança morreu.

De acordo com o 42º DP, o bebê, já formado, do sexo feminino, foi encontrado por uma faxineira, por volta das 7h, no parquinho de um prédio vizinho.

A mãe da menina disse à polícia que a gravidez era indesejada e, por isso, foi escondida da família. A estudante disse que teria entrado em trabalho de parto, por volta das 20h de quinta, alegando que sua bolsa havia estourado.

Após dar à luz, a jovem escondeu a placenta no ralo do banheiro e, logo após a meia-noite, arremessou o bebê pela janela.

A polícia investiga se a criança morreu após a queda do prédio, no choque contra o vaso sanitário, ou que tenha nascido morta.

Parentes souberam da gravidez, ainda segundo a polícia, após encontrarem a placenta no banheiro.

A família encaminhou a estudante até o hospital João 23, onde ela permanecerá por 48 horas em observação. Durante este período, ela poderá ser submetida a uma audiência de custódia.

O bebê apresentava ferimentos na cabeça. Exames vão determinar se o parto foi natural ou por aborto. A jovem será indiciada por homicídio doloso (com intenção de matar).

Compartilhe:

NOTÍCIAS RELACIONADAS

Zoonoses removeu mais de 120 toneladas de criadouros neste ano

Ônibus circulam com 40% da frota nesta quarta-feira, informa sindicato

Promotora recomenda revogação de decreto de Manga que permite drive-thru no comércio

Saae instala mais duas válvulas reguladoras na 3ª feira

Ator Marlon Wayans diz já ter ideias para filmar ‘As Branquelas 2’

Governo mantém previsão de queda de 4,7% para o PIB em 2020