Informação e Credibilidade para Sorocaba e Região.

Votorantim inicia cadastro para motoristas e cobradores de ônibus receberem vacina contra Covid-19

Foto: Reuters/Dado Ruvic/direitos reservados
Postado em: 20/05/2021

Compartilhe esta notícia:

A Prefeitura de Votorantim, por meio da Secretaria de Saúde, inicia nesta sexta-feira (21) nova fase de cadastramento para o recebimento da vacina contra a Covid-19. A lista inclui motoristas e cobradores dos ônibus intermunicipais e urbanos residentes na cidade, além de pessoas de 45 anos de idade ou mais portadoras de comorbidades e deficiência permanente.
 
O cadastro deve ser feito de forma presencial nas Unidades Básicas de Saúde (UBSs) e nas unidades de Estratégia de Saúde da Família (ESF). Esse processo continua aberto para pessoas com Síndrome de Down (entre 18 e 59 anos) e transplantados em uso de imunossupressores (entre 18 e 59 anos). 
 
Gestantes e puérperas com comorbidades também devem realizar o cadastramento. Essa população-alvo receberá a CoronaVac / Butantan.
 
O início da vacinação para essas novas populações-alvo ainda não foi definido pela Secretaria de Saúde. O processo terá início após a chegada de novas doses.

Motoristas e cobradores 
 
Os motoristas e cobradores de ônibus precisam fazer um cadastro no site Vacine Já, do governo do estado de São Paulo. O acesso pode ser feito por meio do endereço eletrônico vacisetrans.sp.gov.br/.

Após esse cadastro, essa população-alvo receberá um e-mail de confirmação. Esse documento deverá ser apresentado em uma UBS para gerar um agendamento. Essas pessoas serão inseridas em uma lista, com data, horário e local para vacinação, elaborada pela Secretaria de Saúde.
 
Relatório
 
Pacientes com comorbidades, definidas pelo Ministério da Saúde, foram classificados como prioritários para receberem a vacina contra a Covid-19. Para disciplinar esse processo de cadastramento, a Prefeitura de Votorantim elaborou uma declaração médica para portadores de doenças. Ela pode ser encontrada no endereço eletrônico www.votorantim.sp.gov.br/comorbidades.
 
O paciente atendido na rede particular (clínicas médicas ou hospitais) precisará preencher essa declaração. Nas UBSs, o trabalho será feito pelo médico da unidade de saúde, o qual atende o paciente com a comorbidade. 
 
No momento da vacinação será obrigatório a apresentação do documento preenchido e carimbado pelo médico responsável. A cópia ficará retida. A pessoa deverá apresentar também a identidade com CPF, além do comprovante de residência em Votorantim no nome do paciente.
 
Comprovação
 
O controle faz parte das orientações contidas em um Termo de Ajustamento de Conduta (TAC) celebrado entre o Ministério Público e a Prefeitura de Votorantim.
 
O médico deverá preencher essa declaração médica para portadores de comorbidades somente se o paciente tiver enquadrado nas situações clínicas elencadas pelo Ministério da Saúde. A pessoa com qualquer outra comorbidade, diferente às previstas no relatório, precisará aguardar novas orientações sobre a vacinação.

Compartilhe:

NOTÍCIAS RELACIONADAS

Bolsonaro diz que não se envolverá na eleição de 2020 se Aliança não for criada

Sobe para 25 o número de casos confirmados do novo coronavírus no país

Fiscalização da Prefeitura de Sorocaba fecha 195 estabelecimentos comerciais nesta segunda-feira

Corpo de mulher é encontrado nu enrolado em cobertor próximo a campo de futebol no jardim São Marcos

Comissão processante que investiga Crespo define primeiros convocados

‘Direito individual sobre vacina não pode ser maior do que o coletivo’, avalia João Gabbardo