21 de Julho de 2024
Informação e Credibilidade para Sorocaba e Região.

Urbes libera uso do Cartão Estudante nos dias de provas do Enem 2022

Foto: Agência Sorocaba
Postado em: 11/11/2022

Compartilhe esta notícia:

A Urbes – Trânsito e Transportes, em parceria com as empresas operadoras de ônibus, vai liberar o uso do Cartão Estudante do transporte público para utilização nos dias 13 e 20 de novembro, datas de realização das provas do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem 2022) em Sorocaba.

 

 

“Os candidatos que têm o cartão poderão utilizá-lo nessas duas datas, pois será liberado, excepcionalmente, o desconto no passe, uma vez que esse tipo de cartão não opera normalmente aos domingos”, explica o diretor-presidente da Urbes, Sergio Barreto.

 

 

As provas ocorrerão na Universidade Paulista (Unip), Faculdade Anhanguera, Colégio Objetivo Sorocaba (Centro), Colégio Anglo Sorocaba, Universidade de Sorocaba (Uniso) – Campus Cidade Universitária e Trujillo, Escola Estadual “Prof Aggeo Pereira do Amaral”, Escola Estadual “Antônio Vieira Campos”, Faculdade de Tecnologia (Fatec) e nas Escoltas Técnicas (Etecs) “Rubens de Faria e Souza” e “Fernando Prestes”.

 

 

Todas as linhas que atendem a essas localidades terão, inclusive, circulação de ônibus extras ou ampliação do número de viagens. O reforço nas linhas do transporte público ocorrerá no horário das 7h às 20h.

 

 

“Por exemplo, as linhas 303, saindo do Terminal Vitória Régia, e 307, a partir do terminal São Bento, que têm mais demanda e atendem à Unip, estão entre aquelas que terão maior capacidade de transporte nesses dias”, complementa o diretor-presidente da Urbes.

Compartilhe:

NOTÍCIAS RELACIONADAS

Bolsonaro debocha de Anitta por pedir a Lula legalização da maconha

Governador João Dória é contra a ideia de excluir servidores estaduais da reforma da Previdência

Jovem é flagrado usando farda da PM para andar de graça em ônibus

Ministro do STJ converte prisão de Pastor Everaldo em preventiva

Só 5% dos brasileiros dizem acreditar que a polícia não é racista, aponta pesquisa

Polícia investiga jornalistas após morte de homem que TV Record disse ser assassino em Salto