Informação e Credibilidade para Sorocaba e Região.

Trégua garante retorno gradual dos ônibus nesta manhã de terça-feira

Foto: divulgação/Urbes
Postado em: 28/04/2020

Compartilhe esta notícia:

 


A Urbes - Trânsito e Transportes informou, nesta terça-feira (28), que os 40% da frota de ônibus do transporte urbano de Sorocaba começarão a circular ao longo desta manhã, após passarem pelo processo de higienização e reabastecimento nas garagens das empresas concessionárias.

 

Apesar da retomada do serviço, o Sindicato dos Rodoviários informou que caso não seja possível firmar acordo - com a Urbes e empresas de ônibus CONSOR e STU - que garanta emprego, salário e direitos dos trabalhadores, a categoria poderá retomar os protestos nessa quarta-feira (29).

 

A trégua na paralisação dos motoristas, deflagrada sem aviso prévio na última sexta-feira, foi acertada no final da noite desta segunda-feira (27) numa reunião entre representantes da direção da Urbes - Trânsito e Transportes, das empresas e do Sindicato.

 

A retomada do sistema ao longo da manhã vai depender da liberação dos veículos que permaneceram parados nos terminais Santo Antônio e São Paulo desde sexta-feira passada. De acordo com a Urbes, as negociações terão sequência nesta terça-feira visando a celebração de um acordo entre as partes envolvidas e o restabelecimento da operação do sistema, ainda que na proporção de 40% da frota em razão da pandemia do novo coronavírus.

 

Já segundo o SIndicato dos Rodoviários, a retomada de serviço dos motoristas do transporte ocorre diante a possibilidade de avanço nas negociações para a resolução dos problemas trabalhistas.

 

Os trabalhadores irão voltar a operar o transporte num gesto de reabertura ao diálogo. Visto que na última segunda-feira (27) ocorreram diversas rodadas de negociação entre poder público, empresas CONSOR e STU e Sindicato.

 

No sábado (25), Prefeitura e Urbes ingressaram com uma ação de tutela antecipada contra o Sindicato dos Trabalhadores em Transportes Rodoviários de Sorocaba e Região no Tribunal Regional do Trabalho de Campinas. No domingo, o TRT concedeu liminar, emitida pelo desembargador do trabalho Dagoberto Nishina Azevedo, determinando o retorno imediato dos motoristas ao trabalho e estabeleceu uma multa diária de R$ 500 mil contra o Sindicato em caso de descumprimento, mais a prisão de seus diretores e o cancelamento do registro sindical da entidade.

Compartilhe:

NOTÍCIAS RELACIONADAS

Inscrição para audiência pública sobre licitação do transporte coletivo termina nesta quarta

75 comércios serão autuados por aumento injustificado de preços

Votorantim inicia aplicação da Pfizer como dose de reforço

Elliot Page recebe apoio da esposa após anunciar que é homem trans

Funcionárias são afastadas de creche por suspeita de doparem crianças

Mãe é detida ao tentar entregar maconha para filho que está preso em CDP