Informação e Credibilidade para Sorocaba e Região.

São Paulo ultrapassa marca de 10 mil mortes por Covid-19

Jovem Pan News
Postado em: 11/06/2020

Compartilhe esta notícia:

Jovem Pan News

O estado de São Paulo ultrapassou nesta quinta-feira (11) a marca de 10 mil mortos pela Covid-19, a doença causada pelo novo coronavírus. De acordo com balanço divulgado pela Secretaria Estadual da Saúde, São Paulo tem 10.145 mortos e 162.520 casos confirmados. Nas últimas 24 horas, foram 283 novos óbitos e 6.204 novos casos.

Uma projeção feita na quarta pelo próprio governo estima que o número de mortes pode mais que dobrar e chegar a 22 mil até o final de junho. A projeção também aponta que o estado pode ter, até o fim deste mês, entre 190 mil e 265 mil casos confirmados da doença.

Esse cenário de números é feito com base em uma taxa de isolamento social de 50% — mas a taxa vem ficando abaixo desse patamar em todo o estado.

Na quarta, a capital paulista registrou 48% de isolamento, e o estado esteve com taxa de 46%. Em números absolutos, São Paulo é o estado com maior quantidade de mortes e casos confirmados no País.

Ainda nesta quarta, o governo prorrogou a quarentena até o dia 28 de junho. O novo modelo prevê a reabertura econômica, ainda que com restrição, em diversas regiões. O Plano São Paulo classificou as regiões administrativas segundo cores entre vermelho, laranja, amarelo e verde, em que a primeira indica restrição total, e a última, uma abertura quase que total da economia, de acordo com evolução da doença e a capacidade de resposta do Sistema Único de Saúde (SUS).

Pela atualização do plano, que passa a valer na próxima segunda, as cidades das regiões de Barretos, Ribeirão Preto e Presidente Prudente, no interior do estado de São Paulo, terão de adotar regras mais rígidas por causa do aumento de casos de coronavírus. Essas regiões saíram da zona “amarela” e migram para a zona “vermelha” do plano.

Já as regiões da Grande São Paulo, da Baixada Santista e de Registro (no Vale do Ribeira), que concentram 26% da população do Estado, migraram da classificação “vermelha” para a “laranja” após redução do número de novos casos e aumento do número de leitos de internação. De acordo com o boletim desta quinta, a taxa de ocupação de leitos de UTI é de 77% na Grande São Paulo e de 69,4% no Estado.

Compartilhe:

NOTÍCIAS RELACIONADAS

Governo Bolsonaro tem ao menos uma crise a cada 50 dias

Luisa Mell relata ameaças após acolher 1,7 mil animais de canil

Caixa abre três agências neste sábado em Sorocaba para saques de auxílio em espécie

Estou confiante com reeleição de Trump, diz Bolsonaro a emissora

Vereador que ajudou a cassar prefeito deixa PSDB para presidir o PP de Sorocaba

VÍDEO - Votação da reforma da Previdência de SP tem confusão e quebra-quebra