Informação e Credibilidade para Sorocaba e Região.

Sindicato convoca assembleia e chama empresas do transporte público de "intransigentes"; há um mês, motoristas fizeram greve

Agência Sorocaba
Postado em: 23/04/2020

Compartilhe esta notícia:

O Sindicato dos Rodoviários de Sorocaba e Região convocou para esta quinta-feira (23), às 12h30, uma assembleia com os trabalhadores no transporte urbano de Sorocaba. De acordo com o Sindicato, "as empresas estão intransigentes, apresentando novos obstáculos a cada momento que se chega a possibilidade de acordo", após uma reunião feita com a presença de representantes sindicais, as empresas de transporte e a prefeita Jaqueline Coutinho, realizado nesta quarta-feira (22). Há um mês, em 24 de março, o Sindicato deflagrou uma greve geral dos motoristas do transporte coletivo. 

O objetivo do encontro, que ocorrerá em frente à sede da entidade, na rua Capitão Augusto Franco, 159, é informar a categoria sobre o andamento das negociações com as empresas de transporte urbano e definir ações para impedir demissões e perdas salariais.

Segundo a nota enviada pelo Sindicato, as empresas "não pagaram o adiantamento salarial aos trabalhadores no dia 20 deste mês, mesmo a categoria estando trabalhando diariamente e com alto risco de contágio pelo novo coronavírus". 

Em outro momento, o Sindicato relembrou "que as empresas não pagaram o salário completo aos trabalhadores no 5º dia útil de abril, ou seja, o salário referente ao mês de março, que foi trabalhado em sua totalidade e antes do início das ações do poder público para evitar circulação das pessoas na cidade, com objetivo de impedir a propagação do novo vírus".

Se os motoristas e líderes sindicais decidirem implantar o estado de greve, ainda haverá um prazo obrigatório de 72 horas para que uma greve possa ser deflagrada.


Veja a nota completa do Sindicato dos Rodoviários

O Sindicato dos Rodoviários de Sorocaba e Região informa que irá realizar uma assembleia com os trabalhadores no transporte urbano de Sorocaba nesta quinta-feira, 23, às 12h30, em frente à sede da entidade, na rua Capitão Augusto Franco, 159, para informar a categoria sobre o andamento das negociações com as empresas de transporte urbano e definir ações para impedir demissões e perdas salariais.

Sindicato dos Rodoviários, empresas do transporte urbano e poder público estiveram reunidos nesta quarta-feira, 22, empenhados em chegar a um acordo sobre a questão trabalhista diante da pandemia do novo coronavírus. O poder público assumiu compromisso de ampliar o repasse de verba às empresas para que elas pudessem honrar com os deveres trabalhistas. Na mesa de negociação, o Sindicato concordou com a implantação da Medida Provisória 936 com ressalvas e cedeu em pontos a fim de se chegar a um acordo. Porém, as empresas estão intransigentes, apresentando novos obstáculos a cada momento que se chega a possibilidade de acordo.

O Sindicato dos Rodoviários informa que as empresas não pagaram o adiantamento salarial aos trabalhadores no dia 20 deste mês, mesmo a categoria estando trabalhando diariamente e com alto risco de contágio pelo novo coronavírus.

O Sindicato também relembra que as empresas não pagaram o salário completo aos trabalhadores no 5º dia útil de abril, ou seja, o salário referente ao mês de março, que foi trabalhado em sua totalidade e antes do início das ações do poder público para evitar circulação das pessoas na cidade, com objetivo de impedir a propagação do novo vírus.

Compartilhe:

NOTÍCIAS RELACIONADAS

Polícia prende quatro envolvidos em tentativa de explosão a carro-forte

Sequência de “Malévola” e “A Fera na Selva” estreiam nos cinemas

Estado de São Paulo zera roubo a bancos pela primeira vez em série histórica, diz governo

“HumanizAção Inverno” segue até a madrugada e atende 40 pessoas com acolhimento social

Morador de Sorocaba é condenado pela Justiça por racismo contra Maju Coutinho

TCU rejeita orientação de Guedes e libera gastos do Orçamento deste ano em 2021