Informação e Credibilidade para Sorocaba e Região.

Setor de Fiscalização e GCM averiguam diferentes pontos para apurar perturbação do sossego

Foto: GCM/Divulgação
Postado em: 13/06/2022

Compartilhe esta notícia:

O Setor de Fiscalização de Posturas da Prefeitura de Sorocaba e a Guarda Civil Municipal (GCM) realizaram, entre as 19h de sábado (21) até as 4h deste domingo (22), uma nova operação para checar denúncias de perturbação do sossego e outros tipos de irregularidades em 14 pontos da cidade.

 

A ação fiscalizatória ocorreu nos seguintes bairros das Zonas Leste, Oeste e Norte: Vila Hortência, JS Carvalho, Vila Barão, Trujillo, Jardim Ana Maria, Jardim Sônia Maria, Jardim Santa Esmeralda, Jardim Santa Marina, Wanel Ville, Vila Haro, Jardim São Guilherme, Jardim Leocádia e Parque Esmeralda.

 

Na ocasião, sete estabelecimentos estavam fechados e, nos demais, houve cinco notificações por som alto; cinco notificações por obstrução de calçada; uma por realização de serviço fora do estabelecimento; uma autuação por som alto e outra autuação por falta de alvará de horário especial de funcionamento. A GCM, por sua vez, autuou 16 veículos por diferentes irregularidades, com base no Código de Trânsito Brasileiro (CTB).

 

Durante o plantão noturno, as equipes da Guarda Civil Municipal também realizaram ações de patrulhamento preventivo em 21 localidades do município, como: Praça Frei Baraúna, Casa do Turista, Tiro de Guerra, Praça Castro Alves, Jardim Botânico “Irmãos Villas-Bôas”, Centro Esportivo da Vila Gabriel, entre outros.

 

Em caso de constatação de perturbação do sossego, eventos clandestinos ou outras irregularidades, a Secretaria de Segurança Urbana (Sesu) e as autoridades policiais contam com o apoio da população, para que forneça informações. O contato pode ser feito pelos telefones 153 (GCM) e 190 (Polícia Militar).

Compartilhe:

NOTÍCIAS RELACIONADAS

GCM detém homem por tentativa de furto em unidade do Sabe Tudo

Programa de Parcelamento de Débitos Municipais arrecada mais de R$ 8 milhões

Após prisão de diretor da Inova, Câmara deleta menção a visita ao presidente do Legislativo

Agressor confesso de Bolsonaro é transferido pela PF para presídio federal

Presidente da Câmara entra na Justiça e procura polícia contra "milícia virtual" que o ataca na internet

Plenário do STF vai decidir sobre obrigatoriedade de vacina, define Lewandowski