Informação e Credibilidade para Sorocaba e Região.

“Scandal” encerra trajetória com desfecho aberto e coerente para os personagens

Postado em: 04/09/2018

Compartilhe esta notícia:

Mais do que nunca, Olivia Pope (Kerry Washington) esteve no centro dos conflitos da sétima e última temporada, que terminou nesta segunda-feira (3), no Brasil, depois de muito atraso em relação à exibição nos Estados Unidos. Após voltar à Casa Branca como chefe de gabinete de Mellie (Bellamy Young), a protagonista passou por mudanças ao ceder aos efeitos de estar “no topo”. Também como a nova Comandante do B-613, a organização secreta apontada como a verdadeira sustentação do governo, Olivia conspirou e armou para conseguir se manter no controle das decisões políticas, indo frequentemente contra os plano da presidente.

Após passar um tempo praticamente exilada do convívio político e dos amigos, principalmente pela decisão de matar o presidente de um país do Oriente Médio, cujas negociações de paz estavam sob o comando de Mellie, Olivia se vê envolvida em uma nova conspiração para tomar o poder e cujo personagem central é, mais uma vez, um vice-presidente. Agora, Cyrus Beene (Jeff Perry) está interessado em tirar a presidente do Salão Oval e assumir o protagonismo político dos Estados Unidos. Para isso, foi capaz de armar o sequestro do próprio avião e jogar todas as suspeitas de tentativa de assassinato em cima de Mellie.

Compartilhe:

NOTÍCIAS RELACIONADAS

Mutirão de Castração abre inscrição para bairros da Zona Norte de Sorocaba

Russomanno lidera pesquisa do Ibope em disputa pela Prefeitura de SP, com Covas em 2º

TSE adia decisão a respeito de tese sobre abuso de poder religioso

Brasil piora posição em ranking de impunidade em homicídios de jornalistas

Vereador Silvano Júnior anuncia apoio a Manga e pode gerar mudança em Secretaria da Prefeitura

Governo de SP atinge marca de 20,6 milhões de doses da vacina do Butantan entregues ao Brasil