Informação e Credibilidade para Sorocaba e Região.

Quatro pacientes em Sorocaba estão na fila aguardando vagas em UTI

Foto: Agência Sorocaba
Postado em: 17/07/2020

Compartilhe esta notícia:

Sorocaba registra, nesta manhã de sexa-feira (17), quatro pacientes com coronavírus aguardando por vagas em hospitais públicos em leitos de UTI. Conforme informações da Prefeitura de Sorocaba, todos os pacientes estão internados nas UPHs (Unidade Pré-Hospitalar) do município. 

 

A fila por espera de vagas coincide com a mesma data em que a prefeita Jaqueline Coutinho fará o anunciamente se Sorocaba irá adotar ou não a Fase Laranja do Plano São Paulo, que permite a reabertura gradual do comércio.

 

Hospitais públicos continuam com alta taxa de ocupação

Os hospitais públicos de Sorocaba continuam registrando alta taxa de ocupação de leitos destinados à covid-19, seja em UTI, enfermaria ou clínica. 

 

A Santa Casa de Sorocaba, por exemplo, registrou nesta quinta-feira (16), 100% de ocupação nos 10 leitos de enfermaria e nos 40 de UTI.

 

Já o Hospital Regional "Adib Jatene", localizado na rodovia Raposo Tavares, referência para 48 municípios, registrou ocupação total em seus 16 leitos clínicos e 88,57% de ocupação nas 35 UTIs (4 disponíveis). O Conjunto Hospitalar de Sorocaba (CHS) estava com todos os seus 8 leitos clínicos ocupados e 20 leitos de UTI com 75% de ocupação (5 disponíveis).

 

O Hspital de Campanha, com 40 leitos clínicos, registrou 82,50% de ocupação (7 disponíveis). 

 

Hospitais particulares

 

Nesta quinta-feira (16), o hospital privado que mais registrou ocupação em UTIs foi a Unimed: de seus 15 leitos, 86,67% estavam ocupados (1 disponível). Em segundo lugar, ficou o Evangélico: de seus 13 leitos, 69,23% estavam ocupados (4 disponíveis). E o Samaritano ficou em terceiro lugar: de 20 UTIs, 55% leitos estavam ocupados (9 leitos). 

 

Sorocaba registrou cinco novas mortes nesta quinta

 

A Prefeitura de Sorocaba, por meio da Secretaria da Saúde (SES), registrou mais cinco novas mortes confirmadas com o novo coronavírus, nesta quinta-feira (16). Apenas uma morte ocorreu neste dia, as outras quatro foram entre os dias 9 e 15 de julho.

 

Ou seja, são dados resultantes de retroalimentação. Já os casos confirmados com a doença passaram de 8.490 para 8.603 na cidade. Os óbitos com a confirmação da doença aumentaram para 183.

 

Sorocaba recebeu a notificação de mais 113 novos casos confirmados da Covid-19 nesta quinta-feira (16). Com isso, a cidade chegou ao total de 8.603 casos. Deste total, 93 estão internados (43 em UTI) e o total de pessoas em recuperação (isolamento domiciliar) é 523. Já os recuperados totalizam 7.804. Vale ressaltar que pessoas testadas com resultado IgG, entram na contagem de confirmados, mas não necessitam de isolamento, pois são considerados como curados.

 

 

A cidade também passou de 371 para 358 pessoas com suspeita de contaminação pelo novo coronavírus e que aguardam resultados. Entre todos os suspeitos, 88 estão internados em hospitais da cidade, sendo 43 em UTI. Há um óbito em investigação. O número de descartados por resultados negativos da doença aumentou para 15.540.

 

Cinco novas mortes

 

-Homem de 62 anos, diabético, cardiopata, pneumopata e imunodeprimido. Faleceu num hospital particular de Sorocaba no dia 14 de julho;

 

-Homem de 69 anos, cardiopata. Faleceu num hospital particular de Sorocaba no dia 15 de julho;

 

-Homem de 66 anos, diabético e cardiopata. Faleceu numa Unidade de Urgência e Emergência de Sorocaba no dia 11 de julho;

 

-Homem de 69 anos, diabético. Faleceu num hospital público de Sorocaba no dia 16 de julho;

 

-Homem de 38 anos, obeso. Faleceu em sua residência no dia 9 de julho

 

 

 

 

Compartilhe:

NOTÍCIAS RELACIONADAS

Vereador Luis Santos testa positivo para Covid-19 e seu quadro é estável

Exame de Doria dá negativo para coronavírus

Apoio de amigos e do estado ajuda mulher a enfrentar violência em casa

Com Hamilton punido, Gasly vence sua primeira corrida na F-1

Carlinhos Maia diz que adolescente que tenta suicídio é ‘imbecil’

Em meio ao coronavírus, governo dispensa escola de cumprir 200 dias de aula