Informação e Credibilidade para Sorocaba e Região.

Promotoria de MG denuncia ex-presidente da Vale e 15 pessoas por homicídio doloso em Brumadinho

Foto: Folhapress
Postado em: 21/01/2020

Compartilhe esta notícia:

Fernanda Canofre, Folhapress

 

O Ministério Público de Minas Gerais denunciou 16 pessoas por homicídio doloso duplamente qualificado, quando há intenção de cometer crime, pelo rompimento da barragem B1, no Córrego do Feijão, ocorrido no dia 25 de janeiro de 2019.  As empresas Vale e Tuv-Sud foram denunciadas por crimes ambientais.

 

Entre os 16 denunciados está o ex-presidente da Vale, Fábio Schvartsman, além de outros funcionários da mineradora e da alemã Tuv-Sud.

 

A denúncia foi encaminhada à Justiça na manhã desta terça-feira (21), quatro dias antes do desastre completar um ano. Ela é resultado de investigação conjunta do Ministério Público de Minas Gerais e da Polícia Civil do estado.

 

Os 16 denunciados e as empresas foram indiciados pela polícia também nesta terça. As investigações ouviram 183 pessoas.

 

O desastre em Brumadinho (MG) deixou 270 mortos - 259 já identificados e 11 ainda desaparecidos. Familiares contam 272 mortos, incluindo dois bebês que ainda estavam na barriga das mães.

Compartilhe:

NOTÍCIAS RELACIONADAS

Sistema de Nota Fiscal Eletrônica de Sorocaba enfrenta instabilidade que causa demora no serviço

Brasil registra retração de 331,9 mil postos de trabalho em maio

Ladrões fazem reféns durante roubo em shopping da ZN e furtam vários celulares

VÍDEO - Manga crê que avanço de Sorocaba no Plano São Paulo pode ocorrer ainda nessa semana

Mãe é detida ao tentar entregar maconha para filho que está preso em CDP

Desemprego bate recorde e vai a 14,4% no último trimestre