Informação e Credibilidade para Sorocaba e Região.

Prefeita de Tatuí morre em decorrência de câncer

Postado em: 09/08/2021

Compartilhe esta notícia:

Morreu neste domingo (08), por volta das 22h, em decorrência de um câncer no abdômen, a prefeita de Tatuí, Maria José Vieira de Camargo (Maria José Gonzaga). Ela tinha 75 anos, deixa o marido, o ex-prefeito e ex-deputado estadual Luiz Gonzaga Vieira de Camargo, duas filhas, genros e 5 netos.


O corpo da prefeita Maria José Gonzaga será velado na Paróquia e Santuário Nossa Senhora da Conceição, com previsão a partir das 9h desta segunda-feira e o sepultamento deverá ocorrer por volta do meio dia, no Cemitério Cristo Rei, em Tatuí.

 

A prefeita Maria José estava internada desde o último 29 de julho no Hospital Albert Einstein, em São Paulo, onde tratava de um sarcoma de retroperitônio. Ela descobriu a doença em janeiro deste ano. Chegou a se submeter a uma cirurgia no mês de fevereiro e em seguida iniciou o tratamento médico. A partir de então, passou a despachar documentos da residência e do hospital.

 

Desde 5 de agosto, a prefeita Maria José estava afastada do cargo, a pedido da família e da equipe médica, por tempo indeterminado. Ofício foi encaminhado informando a Câmara Municipal de Tatuí. Assumiu o cargo o vice-prefeito Miguel Lopes Cardoso Júnior.

 

Natural de Angatuba (SP), Maria José nasceu em 10 de junho de 1946. Professora, foi empresária e dirigiu o Escritório Santa Cruz por cerca de 40 anos e filantropa. Durante 8 anos (2005/2012) dirigiu o FUSSTAT (Fundo Social de Solidariedade), na gestão do prefeito Luiz Gonzaga Vieira de Camargo.

 

Era filiada ao PSDB, partido pelo qual disputou e venceu duas eleições. Foi a 37º prefeita de Tatuí, eleita para o mandato 2017/2020, com 51,38% dos votos válidos, em 2016. Foi reeleita em 2020, com 58,29% dos votos válidos, para um segundo mandato, no período 2021/2024.

 

Foi a segunda mulher a ocupar o cargo máximo do Poder Executivo de Tatuí e a primeira eleita pelo voto popular. A primeira prefeita de Tatuí ocupou o cargo entre 1945 e 1947, foi Francisca Pereira Rodrigues, a professora Chiquinha Rodrigues (1896/1966).

Compartilhe:

NOTÍCIAS RELACIONADAS

Saúde de Sorocaba é ‘espetáculo’ no Municipal; secretária ‘dá show’ em evento

Fome aumenta 43,7% em 5 anos; Brasil registra 1ª piora em segurança alimentar

Prefeitura lança ‘Plano Verão’ de Sorocaba para minimizar estragos das chuvas

Homem se identifica como motorista de app para a PM ao ser flagrado com drogas

Acusados de injúria racial no Mineirão querem se desculpar com segurança

Iniciativa promove o conhecimento para fortalecer projetos sociais e driblar desafios