Informação e Credibilidade para Sorocaba e Região.

Polícia investiga Neymar por divulgação de fotos íntimas de mulher que o acusa de estupro

Postado em: 02/06/2019

Compartilhe esta notícia:

Folhapress

A Delegacia de Repressão aos Crimes de Informática (DRCI), da Polícia Civil do Rio de Janeiro, vai investigar Neymar pela divulgação de imagens íntimas da mulher que o acusa de estupro. O órgão confirmou a investigação, que já teve o auxílio de uma diligência do 110º Distrito Policial (Teresópolis). Neste sábado (1º), ao se defender de uma acusação de estupro, o jogador publicou um vídeo nas redes sociais declarando sua inocência. Saiba mais aqui.

Ao fim do vídeo, ele exibiu o que seriam conversas por WhatsApp com a mulher posteriores à data em ela afirma ter sido estuprada (15 de maio). Entre as frases, aparecem imagens dela nua ou seminua –com o rosto e partes íntimas borradas.

O artigo 281-C do Código Penal tipifica como crime “oferecer, trocar, disponibilizar, transmitir, vender ou expor à venda, distribuir ou divulgar por qualquer meio –inclusive por meio de comunicação de massa ou sistema de informática ou telemática- […], sem o consentimento da vítima, cena de sexo, nudez ou pornografia”.

A pena prevista é de reclusão de um a cinco anos, “se o fato não constitui crime mais grave”. A pena, porém, é aumentada de um terço a dois terços “se o crime é praticado por agente que tenha mantido relação íntima de afeto com a vítima ou com o fim de vingança ou humilhação”.

Compartilhe:

NOTÍCIAS RELACIONADAS

Constantino: quarentena ignora desespero do povo pobre; ouça o comentarista do Jornal da Manhã

Clamor por Sorocaba abre comemorações do aniversário de 367 anos da cidade

‘SuperPalhaços’ abre inscrição para curso de humanização hospitalar

Prefeitura corta em 50% valor para entidades gestoras de creches; vereadores atacam governo

A metade da laranja e a Campanha da Fraternidade - veja a coluna semanal de Vanderlei Testa

PF faz operação contra tráfico internacional de mulheres para exploração sexual