Informação e Credibilidade para Sorocaba e Região.

Palestras "Luto na pandemia" serão transmitidas ao vivo pelo Youtube; veja as datas

Postado em: 20/04/2021

Compartilhe esta notícia:

O projeto "APOIAR USP" transmitirá gratuitamente, pelo Youtube, duas palestras que abordarão o tema "Luto na Pandemia", com as psicólogas e pesquisadoras Maria Júlia Kovács e Karina Fukumitsu, ambas referências na área de luto e suicídio.

Os eventos ocorrerão na sexta-feira (23), às 19h30, com participação de Maria Júlia Kovács, professora Sennior do Instituto de Psicologia da USP; membro fundadora do Laboratório de Estudos sobre a Morte; e na segunda-feira (26), às 18 horas, com Karina Fukumitsu, Psicóloga; Pós-Doutorado em Psicologia; Psicopedagoga e Gestalt-terapeuta; Coordenadora da Pós-Graduação em Suicidologia (USCS); Coordenadora Adjunta da Pós-Graduação em Gestalt-terapia e da Pós-Graduação Morte e Psicologia: Promoção da Saúde e Clínica Ampliada (UNICSUL). 


Veja mais abaixo


Palestra de Maria Julia Kovács


*"Luto na Pandemia"*


23/04, sexta-feira, às 19h30, pelo link:
174746883-170718411585220-5660164233919536088-n
 
 
Palestra de Karina Fukumitsu


*"Prevenção dos processos autodestrutivos e posvenção"*


26/04, segunda-feira, 18h, pelo link:

174528879-170718428251885-727327924505830226-n


As aulas ficarão gravadas, mas recomenda-se assistir ao vivo, pois ao final elas responderão às dúvidas que forem colocadas no chat.

 
Inscreva-se no canal:

 
 
 
Sobre Maria Julia Kovács 
 

"Fez graduação em Psicologia na Pontifícia Universidade Católica de São Paulo (1975), mestrado em Psicologia Escolar e do Desenvolvimento Humano pela Universidade de São Paulo (1985) e doutorado em Psicologia Escolar e do Desenvolvimento Humano pela Universidade de São Paulo (1989). Atualmente é professora livre docente do Instituto de Psicologia da Universidade de São Paulo. Os temas de estudo e pesquisa são: morte, luto, bioética, formação de profissionais de saúde e educação. Concluiu livre docência em 2002 com a tese: Educação para a Morte: Desafio na formação de profissionais de saúde e educação. Coordena o Laboratório de Estudos sobre a Morte do Instituto de Psicologia da USP.

Desenvolvimento Humano e Tanatologia

Os meus projetos de pesquisa e docência têm relação com a área de tanatologia, estudo da questão da morte no processo de desenvolvimento do ser humano. Ministro disciplinas na graduação e pós-graduação abordando temas como representações e atitudes frente à morte, conceito e vivência de morte em crianças, adolescentes, adultos e idosos, experiências de perda/morte, separação e o processo de luto, comportamentos autodestrutivos e o suicídio, o paciente “terminal” e a questão da morte, o psicólogo e o trabalho como problema da morte na formação do psicólogo, bioética nas questões da vida e da morte. Atualmente tenho desenvolvido pesquisas na área de psico-oncologia, cuidados à pacientes gravemente enfermos e com profissionais de saúde que cuidam desses pacientes. Coordeno atualmente o Laboratório de Estudos Sobre a Morte – LEM. O Laboratório tem como um de seus objetivos a produção de filmes didáticos sobre o tema da morte.

Disciplinas

Graduação

  • Ações Comunitárias
  • Aconselhamento Psicológico
  • Estágio Supervisionado
  • Fundamentos Fenomenológico-Existenciais do Aconselhamento Psicológico
  • Prática de Pesquisa em Psicologia
  • Psicologia da Morte
  • Trabalho de Pesquisa em Psicologia

Pós-Graduação

A questão da morte nas instituições de saúde e educação

Extensão

Profissionais de saúde e educação: A morte na prática do seu cotidiano.

Laboratório

O estudo do tema morte sempre foi importante na Psicologia, principalmente numa época em que há uma proibição para falar do assunto e a negação da morte está muito presente. Para maiores informações acesse o site: http://www.lemipusp.com.br/

Projetos

A questão da morte nas instituições de saúde e educação. Do interdito à possibilidade de comunicação para profissionais de saúde e educação".


Sobre Karina Okajima Fukumitsu
 

"Curriculum Lattes

Psicóloga (CRP 06/43624-6), suicidologista, Gestalt-terapeuta, psicopedagoga. Pós-doutorado e doutorado em Psicologia pelo Instituto de Psicologia - USP, Mestre em Psicologia Clínica pela Michigan School of Professional Psychology – EUA.

Coordenadora da Pós-graduação em Suicidologia: Prevenção e Posvenção, Processos Autodestrutivos e Luto da Universidade Municipal de São Caetano do Sul (USCS) e Coordenadora adjunta da Pós-graduação em Gestalt-terapia abordagem clínica e institucional e da Pós-graduação Morte e Psicologia: promoção da saúde e clínica ampliada da Universidade Cruzeiro do Sul (UNICSUL).

 

Podcaster do "Se tem Vida, tem Jeito". Administradora do grupo do Facebook “Suicídio: Prevenção e Posvenção no Brasil” e das páginas: “Enlutamento por suicídio no Brasil” e “Suicídio: Prevenção e Posvenção no Brasil”. 

Autora de livros e artigos sobre prevenção dos processos autodestrutivos, posvenção, luto por suicídio, acolhimento da vida e Gestalt-terapia.

Coeditora da Revista de Gestalt do departamento de Gestalt-terapia do Instituto Sedes Sapientiae.

Participação nos Documentários: Connecting The Dots Film (Filmblanc);  Outros tempos Jovens (HBO Latin America em coprodução com a Pródigo Filmes); Ouvidos Calados; GNT segunda temporada da série Quebrando Tabu (Primeiro episódio - Depressão); GNT- Saia Justa; Bem-Estar (TV Globo); Depressão não é frescura (canal MOVA - Anderson Mendes); Processos autodestrutivos e Suicídio: Como lidar? (Soulme.health - Mariana Ferrão) e Série Setembro Amarelo da TV Cultura.

Palestrante sobre prevenção dos processos autodestrutivos, posvenção, luto por suicídio, acolhimento da vida e Gestalt-terapia.

Participou de ações das Campanhas de Prevenção do Suicídio do Colégio Bandeirantes (2018); Ministério Público Militar (Canal Mente Aberta); Ministério Público Federal (Procuradoria Geral da República); SECOM e Ministério Público Distrito Federal e Territórios (MPDFT).

Colaboradora da Revista Veja "Tragédia pelo WhatsApp"; Revista Piauí "Em nome do nada: O suicídio de jovens no Brasil"; Revista Isto é Independente: "O drama da automutilaçao"; Revista "Uma análise crítica sobre Suicídio Policial" Ouvidoria da polícia do Estado de São Paulo em parceria com CFP e CRP-SP.

 

Curadora e Organizadora dos eventos: Processos autodestrutivos e bem-estar na infância e adolescência” (Teatro Sérgio Cardoso - 30 de setembro de 2019); Suicídio: Quebrando Silêncios e Acolhendo a Vida (Unibes Cultural - 10 e 19 de setembro de 2018)."

 

Sobre o projeto APOIAR

Compartilhe:

NOTÍCIAS RELACIONADAS

Hospital particular volta a registrar lotação máxima em leitos de UTI para covid-19

Rejeitado projeto do Executivo sobre o plano de carreira do funcionalismo público

Por que o plano de governo do prefeito Manga para a Cultura não saiu do papel? - veja a coluna de José Simões

Pessoas que tomaram a 1ª dose da AstraZeneca até 14 de junho recebem a 2ª aplicação nesta quinta

Linhas 65 e 103 do transporte coletivo terão itinerário alterado por conta de obra na região central

Brasil deve retomar grau de investimento em breve, diz ministro