Informação e Credibilidade para Sorocaba e Região.

Pacote de 5 kg de arroz tem variação de 71%, aponta pesquisa do Procon

Foto: Agência Brasil
Postado em: 28/10/2020

Compartilhe esta notícia:

Pesquisa do Núcleo de Inteligência e Pesquisas do Procon-SP, em convênio com o Departamento Intersindical de Estatísticas e Estudos Socioeconômicos (Dieese), revelou que o preço médio do pacote de 5 kg de arroz em fevereiro deste ano, antes de ser decretada a pandemia, custava R$ 12,78. Em outubro (valor apurado até o momento) passou para R$ 21,83, aumento de 71%.

 

A maior variação mensal do ano de 2020 ocorreu em setembro, 21% (tomando-se como base o mês de agosto/20). O pacote que custava R$ 16,87 em agosto passou para R$ 20,25 em setembro. A pesquisa foi realizada em 40 supermercados distribuídos nas cinco regiões do município de São Paulo e abrange 39 itens dos grupos de alimentos, higiene pessoal e limpeza doméstica.

 

Como o levantamento leva em consideração a média dos preços mínimos encontrados, o valor está longe da realidade constatada pelas equipes de fiscalização do Procon-SP. Em operação realizada em todo o estado para coibir preços abusivos de produtos da cesta básica, dentre eles o arroz, na capital paulista o pacote de 5kg de arroz tipo 1 chegou a ser encontrado por R$ 32,16 e no interior, R$ 36,79.

 

Em todo o estado, 625 estabelecimentos foram notificados por fiscais do Procon-SP a apresentar notas fiscais de compra e venda de itens da cesta básica como arroz, óleo de soja e carnes vermelhas e, caso seja identificado um aumento desproporcional nos valores, responderão a processo administrativo, podendo ser multados.

 

“Embora não exista tabelamento de preço é inadmissível que fornecedores queiram abusar e aumentar desproporcionalmente seus lucros em plena pandemia”, afirma o diretor executivo do Procon-SP, Fernando Capez.

Compartilhe:

NOTÍCIAS RELACIONADAS

Vídeo da UNIP “Capacitando a prática da docência do Ensino Superior: uma pós-graduação ao seu alcance” estará disponível dia 29

União Química deve pedir registro da vacina russa à Anvisa em novembro

Prefeitura institui Comissão com objetivo de agilizar processos internos

Guarda Municipal impede furto em creche na Zona Oeste

PF faz operação para desarticular grupo que falsificava documentos da polícia e Justiça

Policiais militares resgatam bebê vítima de maus-tratos praticados pelos pais