Informação e Credibilidade para Sorocaba e Região.

Operação Delegada em Sorocaba terá o "dobro de policiais", diz prefeito Manga

Foto: reprodução
Postado em: 15/10/2021

Compartilhe esta notícia:

O prefeito de Sorocaba, Rodrigo Manga, comemorou a aprovação da volta da Operação Delegada, na cidade, projeto esse que tem intuito de aumentar a segurança no município. 

 

O prefeito é entrevistado todas as sextas-feiras, no Jornal da Manhã, da Jovem Pan Sorocaba. 


Conforme Manga, com a volta da Operação Delegada, que teve sua última edição em 2014, nas festas de fim de ano como Natal e Ano Novo, Sorocaba passa a ter, desta vez, "o dobro de policiais fazendo a segurança nas ruas". 

 

"Não será só no Natal. Teremos Operação Delegada durante todo o ano de 2022. Teremos, praticamente, o dobro de policiais nas ruas, trazendo segurança nas festas de fim de ano, o qual investiremos muito e deixar atrativa nossa cidade para que as pessoas venham consumir no centro da cidade, nas principais avenidas com segurança", esclareceu o prefeito.

 

A Operação Delegada permite que policiais de folga sejam contratados pela prefeitura para exercer a função de segurança pública no âmbito municipal. 

 

Manga alia esse investimento de segurança também aos portais eletrônicos "totalmente futurísticos, com câmeras de reconhecimento facial". "Acabou a farra em Sorocaba. Ninguém furta um carro mais e sai da cidade sem ser identificado". 

 

Assista

 

 

Operação Delegada

 

Foi aprovado em sessões extraordinárias realizadas nesta quinta-feira, 14, o Projeto de Lei nº 398/2021, de autoria do Executivo, que autoriza o Município de Sorocaba a celebrar convênio com o Estado de São Paulo, por intermédio da Secretaria de Segurança Pública, para delegação de atividades de fiscalização e administrativas municipais à Polícia Militar.

 

Um projeto com teor similar, de autoria do vereador Vinícius Aith (PRTB), tramitava na Câmara Municipal, mas, durante conversa com o prefeito Rodrigo Manga (Republicanos), o chefe do Executivo acatou a proposta do parlamentar que prevê a atuação de policiais militares em ações de fiscalização de comércios irregulares, de sons e ruídos, de trânsito, de proteção do patrimônio público, de ronda escolar e de eventos clandestinos, como “pancadões”.

 

O texto segue os padrões de convênios similares estabelecidos em outros municípios, no que tange ao acompanhamento da atividade delegada, à maneira como será feito o pagamento das horas trabalhadas, a avaliação dos serviços prestados e a criação de uma Comissão Paritária de Controle.

Compartilhe:

NOTÍCIAS RELACIONADAS

Hospital de Campanha recebe nome de técnico de enfermagem morto por Covid-19 em Sorocaba

Dezesseis famílias do Carandá receberão auxílio-moradia municipal de R$ 600 após incêndio e interdição de imóveis

Shopping tem campanha promocional de férias

Prefeitura de Sorocaba recebe propostas de ações públicas sugeridas por jovens na Câmara

Câmara de Sorocaba vota Lei de Diretrizes Orçamentárias nesta 3ª

São Paulo registra primeira morte por coronavírus