Informação e Credibilidade para Sorocaba e Região.

Novo lote com 300 mil doses da vacina da Janssen chega ao Brasil

Foto: Reuters
Postado em: 24/06/2021

Compartilhe esta notícia:

Chegou ao Brasil na manhã de hoje (24) mais um lote da vacina contra covid-19 da Janssen, a unidade farmacêutica da Johnson&Johnson. As 300 mil unidades da vacina de dose única se juntam às 1,5 milhão de doses recebidas pelo Ministério da Saúde, na terça-feira (22). O imunizante foi desembarcado no Aeroporto  Internacional de Guarulhos, em São Paulo.

 

As informações são da Agência Brasil. 

 

O lote da Janssen deve ser entregue aos estados e Distrito Federal nos próximos dias. A definição da distribuição é realizada semanalmente em reuniões com Conselho Nacional de Secretários de Saúde e Conselho Nacional de Secretarias Municipais de Saúde.

 

“Essas vacinas fazem parte do esforço que estamos realizando para garantir a imunização da população brasileira. Até setembro, 160 milhões de brasileiros devem receber uma dose de esperança no braço”, disse o ministro da Saúde, Marcelo Queiroga.

 

As vacinas são de um contrato da Janssen que deve entregar 38 milhões de doses. A previsão inicial era de que os imunizantes fossem entregues a partir de outubro deste ano para o Programa Nacional de Imunizações, do Ministério da Saúde.

 

Nesta sexta-feira (25), desembarcam no Aeroporto de Viracopos, em Campinas, mais 3 milhões de doses da Janssen. Essa remessa faz parte do lote doado pelo governo dos Estados Unidos ao Brasil. A previsão é a de que Queiroga acompanhe o desembarque.

Compartilhe:

NOTÍCIAS RELACIONADAS

Revitalização do Programa ‘Recupera Sorocaba’ atende a região do Éden e Cajuru

Veja onde são feitas as vacinações contra covid-19 em idosos de 90 anos em Sorocaba

Castello-Raposo registra 22 acidentes sem mortes durante feriado de ano novo

Presidente cometeu suicídio político, diz ex-bolsonarista em livro

Saae/Sorocaba já opera novo poço de abastecimento no bairro Genebra

Bolsonaro diz que não perdoa agressor e quer que ele “mofe na cadeia”