16 de Junho de 2024
Informação e Credibilidade para Sorocaba e Região.

NAL do Brasil anuncia nova unidade em Sorocaba e geração de 600 novos empregos

Foto: Divulgação
Postado em: 07/06/2024

Compartilhe esta notícia:

Sorocaba terá mais um expressivo investimento nos próximos anos. A NAL do Brasil, empresa do ramo de projeto e manufatura de componentes para iluminação, anunciou, na tarde desta quinta-feira (6), durante reunião no Paço Municipal, que investirá R$ 326 milhões e criará cerca de 600 vagas de emprego, diretas e indiretas, a partir da expansão da sua planta que já opera no Jardim Ibiti do Paço.

 

A empresa japonesa, com sede em Tóquio, opera há seis anos uma unidade em Sorocaba, em área de aproximadamente 20 mil metros quadrados. A nova instalação somará mais de 12 mil metros quadrados, ao lado da já existente, aumentando produtividade e, consequentemente, o desenvolvimento econômico da cidade.

 

A NAL do Brasil emprega 637 colaboradores na produção de faróis e lanternas fornecidas às montadoras Toyota e Honda. Com a expansão, esse número subirá para até 1.237 funcionários, proporcionando, ainda, o aumento de dez, para até 16 projetos desenvolvidos pelo grupo em Sorocaba. A expectativa é de que o novo espaço promova, também, a abertura de mais uma montadora na região.

 

“O investimento ocorre com o objetivo de suprir as necessidades dos nossos clientes. Sentimos a receptividade do município para com a empresa e agradecemos todo apoio e parceria”, disse Rodrigo Nishiyama, supervisor de Recursos Humanos da empresa, que foi recepcionado no Paço por representantes do Executivo Municipal.

Compartilhe:

NOTÍCIAS RELACIONADAS

Brasil registra mais de 50 mil casos confirmados do novo coronavírus

Tentativas de fraudes a consumidores aumentam 9% antes da Black Friday

Coordenadoria de Políticas para a Diversidade Sexual divulga os primeiros encontros de 2023

Bolsonaro diz que Brasil vive situação de quase normalidade em ato religioso

FHC, Lula, Ciro e OAB reagem contra ato anti-Congresso apoiado por Bolsonaro

Governança da Água: nossas responsabilidades e desafios