Informação e Credibilidade para Sorocaba e Região.

Mulher transexual morre após ser agredida em praça; Suspeito ainda não foi detido

Postado em: 19/10/2019

Compartilhe esta notícia:

Alfredo Henrique, da Folhapress


Uma mulher transexual de 23 anos morreu no último dia 12 após ser agredida, no dia anterior, por um homem que não teve a identidade divulgada. Lorena Vicente foi atingida no Jardim São Luís (zona sul da capital paulista). O suspeito não havia sido preso até a noite de ontem.


Uma tia de Lorena, uma artesã de 36 anos, afirmou que o irmão da jovem também foi morto após ser agredido, em novembro de 2017, quando defendeu a irmã de dois homens que ofenderam-na com xingamentos homofóbicos. O acusado está em liberdade.


Segundo a tia, uma jovem passou mal após cheirar lança-perfume em uma praça em que Lorena também estava, no dia 11. Por conta disso, o tio da garota que passou mal foi chamado ao local. Antes de ele chegar à praça, no entanto, a sobrinha foi socorrida. 


Ainda segundo a artesã, quando o homem chegou, avistou Lorena e, sem que mulher pudesse argumentar qualquer coisa, lhe deu dois socos no rosto. "Minha sobrinha caiu no chão, já desacordada. Até que o socorro chegasse, ela teve uma parada cardíaca." 


A vítima foi encaminhada ao hospital do Campo Limpo, onde permaneceu internada até o dia 12. Ela sofreu na unidade de saúde, segundo a tia, mais quatro paradas cardiorrespiratórias e não resistiu.

Compartilhe:

NOTÍCIAS RELACIONADAS

Sindicato: servidores de Caps em greve devido a atrasos salariais e vale-transporte

Governo quer bancar obras com dinheiro de emendas

Facebook restringe transmissão ao vivo para quem violar regras

Guia da Polícia Civil dá dicas para você se proteger contra crimes digitais

ONU Brasil diz que assassinato de Beto Freitas evidencia racismo no país

Ex-prefeito Renato Amary é hospitalizado após fraturar quadril em queda