Informação e Credibilidade para Sorocaba e Região.

Marinho Marte permanece afastado do cargo do Legislativo por ordem judicial

Postado em: 28/08/2018

Compartilhe esta notícia:

Cida Muniz

O juiz Alexandre Dartanhan de Mello Guerra acatou em parte o pedido do promotor Orlando Bastos Filho, do Ministério Público de São Paulo, contra o ex-vereador Marinho Marte (PPS) e seu ex-assessor Ilzo Lourenço Pereira, que supostamente recolheram valores de seus assessores para cobrir despesas com publicidade e gastos ordinários, para mantê-los afastados dos cargos público ocupados, até que seja proferida a sentença da ação.

No despacho o juiz destaca que já a perda da função pública e da suspensão dos direitos políticos, deverá ocorrer somente após o trânsito em julgado da sentença condenatória. Para o juiz, o afastamento cautelar de Marinho e Ilzo se faz necessário para instrução processual, para plena colheita de provas

INDISPONIBILIDADE DE BENS – O juiz também determinou a indisponibilidade de bens de Marinho Marte e Ilzo, destacando que “verifica-se que a indisponibilidade dos bens é cabível quando o julgador entender presentes fortes indícios de responsabilidade na prática do ato de improbidade que cause dano ao Erário”.

Compartilhe:

NOTÍCIAS RELACIONADAS

Banco do Povo e Espaço Empreendedor realizam 420 atendimentos presenciais em dez dias

Doria confirma mudanças no Plano São Paulo; Sorocaba pode ir para fase amarela no dia 10

UNIP explica em live hoje o que são os Cursos de Curta Duração

Resultado das matrículas para escolas da rede estadual já pode ser consultado

Superintendente do BOS fala do Simpósio Internacional que reuniu profissionais do Brasil e do mundo

Prefeitura vistoria obras do viaduto da J.J. Lacerda para agilizar entrega