Informação e Credibilidade para Sorocaba e Região.

Justiça decide manter prisão de motorista de aplicativo acusado de estuprar passageira

Foto: reprodução/internet
Postado em: 19/06/2020

Compartilhe esta notícia:

A Justiça decidiu manter preso o motorista de aplicativo acusado de estuprar uma passageira em Sorocaba. 

 

O motorista de transporte por aplicativo, 34 anos, foi preso, na tarde de quarta-feira (17), suspeito de estuprar uma passageira, 20 anos, de Votorantim que tinha como destino Sorocaba. 

 

Conforme informações da Polícia Civil, a vítima havia solicitado viagem de Votorantim ao seu destino de trabalho, que fica na Zona Sul de Sorocaba. O motorista, inclusive, já havia feito uma corrida anterior para a passageira, na última segunda-feira, e teria tentado puxar conversa com ela. 

 

O estupro, segundo consta o boletim de ocorrência, ocorreu durante essa manhã de quarta-feira, quando a passageira solicitou a corrida e foi atendida pelo mesmo motorista, que aceitou prestar o serviço de levá-la ao trabalho. 

 

Durante a viagem dessa quarta, conforme relato da vítima à polícia, o suspeito a importunava e parou carro já próximo ao trabalho dela. Ele tentou chegar perto e a tocou nas partes íntimas. A jovem vestia saia. Quando ela começou a gritar, o motorista abriu as portas para ela ir embora.

 

A polícia localizou o suspeito na casa dele e o prendeu em flagrante por estupro e importunação sexual. Ele foi encaminhado à Delegacia de Defesa da Mulher de Sorocaba para registro da ocorrência e permanece à disposição da Justiça.

Compartilhe:

NOTÍCIAS RELACIONADAS

Eduardo Bolsonaro diz que foi infeliz ao falar em volta do AI-5 e que deu munição à oposição

Fechamento da UPH Zona Leste é tema de audiência pública na Câmara

Navio com dois suspeitos de coronavírus atraca em Santos nesta segunda

Campeã do Carnaval 2019 em Sorocaba será conhecida nesta quinta-feira

Hospital veterinário público em Osasco terá nome de cadela morta em supermercado

Cláudio do Sorocaba 1 obtém maioria de votos e é confirmado presidente da Câmara