Informação e Credibilidade para Sorocaba e Região.

Garota de 16 anos com deficiência auditiva é apreendida suspeita de matar mãe a facadas na ZN

Postado em: 30/09/2019

Compartilhe esta notícia:

Uma adolescente de 16 anos que possui deficiência auditiva foi apreendida, durante a noite deste domingo (29), suspeita de matar a própria mãe a facadas, na Zona Norte de Sorocaba.

Conforme informações, a Polícia Militar foi acionada, por volta das 20 horas, a respeito de denúncia que indicava que uma mulher havia sido ferida a golpes de faca. A equipe da PM foi ao local e se deparou com a vítima, 31 anos, caída no chão com ferimentos na altura do peito. No momento, ela estava sendo amparada por vizinhos.

O Samu (Serviço de Atendimento Móvel de Urgência) compareceu e socorreu a vítima ao Conjunto Hospitalar de Sorocaba, porém ela não resistiu e morreu.

Em contato com a mãe da vítima, a mesma informou que sua filha pediu dinheiro para fazer uma viagem por meio de transporte por aplicativo, quando a autora do homicídio (sua neta) e a vítima iniciaram uma discussão. Após gritos, a garota apanhou uma faca e desferiu um golpe na própria mãe.

Ainda conforme a avó da adolescente, sua neta sofre de problemas mentais, faz uso de medicamentos de uso controlado, e possui deficiência auditiva.

A faca utilizada no crime foi apreendida. A menor de idade foi conduzida ao Plantão Policial Norte, onde delegado tomou conhecimento dos fatos, registrou boletim de ocorrência por flagrante de ato infracional de homicídio, e a garota foi encaminhada à Fundação Casa.

O corpo da vítima está no IML (Instituto Médico Legal) e seria encaminhado para velório na Ofebas. O enterro deve ocorrer às 10 horas desta terça-feira no cemitério Santo Antonio.

Compartilhe:

NOTÍCIAS RELACIONADAS

Secretaria da Saúde reforça vacinação contra febre amarela antes das férias

Parque Tecnológico dá sequência ao Coworking Universidades pela internet

Debate da Jovem Pan coloca cara a cara Jaqueline e Manga nesta 4ª

Sobe para 182 número de casos de suspeita de Coronavírus em 16 estados no Brasil

Em nova ação do programa “HumanizAção”, 30 pessoas em situação de rua são acolhidas

Dona de casa de 43 anos é morta por asfixia com almofada