Informação e Credibilidade para Sorocaba e Região.

Força-tarefa de prefeitos da RMS tentará pressionar Doria por mudança de fase do Plano São Paulo

Foto: Divulgação/Secom
Postado em: 24/01/2021

Compartilhe esta notícia:

A Prefeitura de Sorocaba reuniu para uma reunião emergencial, na manhã deste domingo (24), no Parque Tecnológico de Sorocaba, prefeitos e representantes das prefeituras de 16 municípios da Região Metropolitana (RMS), com o objetivo de realizar uma avaliação conjunta sobre a situação da pandemia na região, unir forças para fortalecer a saúde regional e levar propostas conjuntas de flexibilização do Plano São Paulo ao governo do Estado, que atendam às necessidades da RMS.

 

Na ocasião, também foi formada a Comissão Especial da Região Metropolitana de Sorocaba, composta voluntariamente por sete prefeitos das cidades da região, incluindo: Sorocaba, que lidera a comitiva, Votorantim, Iperó, Ibiúna, Araçoiaba da Serra, Salto e Piedade, para levar essas propostas à reunião, já agendada pelo prefeito de Sorocaba, Rodrigo Manga, nesta segunda-feira (25), às 9h, em São Paulo, com o secretário de Desenvolvimento Regional do Estado, Marco Vinholi.

 

Manga iniciou a reunião descrevendo os números da RMS, sua importância para o Estado de São Paulo e as principais ações que a cidade de Sorocaba já vem realizando para o enfrentamento da pandemia, tais como: a criação do Plano Municipal de Vacinação; o aumento da frota de veículos e de horários dos ônibus para evitar aglomeração; o aumento do número de leitos de UTI Covid-19, que chegará a 30 novos ainda nesta semana, contratados desde 1º de janeiro para atender o município; uso de veículos da Câmara Municipal para reforço na fiscalização de condutas e o lançamento, que será feito nesta segunda, de quatro ônibus equipados com tecido de tecnologia antiviral. “Hoje foi um dia muito importante para Sorocaba e para a nossa Região Metropolitana. Conseguimos reunir muitos prefeitos da RMS, trocar informações sobre a situação de nossos municípios e, agora, vamos buscar ampliar o diálogo com o governo do Estado”.

 

A seguir, o secretário de Saúde de Sorocaba, Vinícius Rodrigues, apresentou os dados epidemiológicos da RMS, destacando os critérios do governo estadual para o estabelecimento das fases do Plano São Paulo. Um desses critérios é a ocupação de leitos, anteriormente delimitada em 85% para permanecer na Fase Laranja. Sorocaba tem, hoje, o índice médio de 77% e estaria, portanto, abaixo dessa faixa. No entanto, recentemente, o governo do Estado mudou esse critério, diminuindo para 75% o índice de ocupação, o que muda a condição de Sorocaba e demais municípios da RMS.

 

O encontro permitiu que se formulasse um conjunto de propostas a ser apresentado ao Governo do Estado nesta segunda-feira, sendo: considerar nos índices regionais cinco novos leitos de UTI Covid já contratados e prontos para o atendimento na UPH Zona Leste de Sorocaba; ativar 20 leitos de UTI Covid no Hospital Regional Dr. Adib Domingos Jatene, por meio de um consórcio dos municípios da RMS; considerar a RMS nos critérios da fase laranja durante os dias de semana, no período das 6h às 20h e manter o comércio aberto oito horas por dia, com 40% de ocupação e seguindo todos os protocolos de saúde e segurança.

 

“É muito importante essa união de ideias e pensamentos neste momento em que nossas cidades sofrem tanto e abrir um diálogo que seja representativo da nossa região, um canal de conversa com o governo do Estado”, afirmou Laerte Sonsin, prefeito de Salto.

 

“Parabenizo o prefeito Rodrigo Manga pela iniciativa. Pela proximidade das nossas cidades, existe a necessidade desse diálogo. E foi muito importante todos virem aqui e conseguirem expor suas realidades. Votorantim tem a necessidade de dois respiradores e, com esse encontro, vi que poderemos conseguir resolver “, disse Fabíola Alves, prefeita de Votorantim.

 

Outro prefeito que também se pronunciou na reunião foi o Dr. Quevedo, de Araçoiaba da Serra. “Trata-se de um tema muito sensível para toda a região. Não queremos confrontar, mas, sim, buscarmos, juntos, as soluções e abrir um diálogo com o governo do Estado, que nos possibilite sair fortalecidos dessa crise.”

 

Estiveram presentes no encontro emergencial, além do prefeito de Sorocaba, os prefeitos: Rodrigo de Andrade, de Araçariguama; João Paulo Dantas Pinto, prefeito de Alambari; Geraldo Pinto de Camargo, de Piedade; Antônio Bimbão, de Alumínio; Dr. Quevedo, de Araçoiaba da Serra; Araldo Todesco, de Tapiraí: Fabíola Alves, de Votorantim; Léo Folim, de Iperó; Vlamir Sandei, de Tietê; Matheus Marum, de Salto de Pirapora; Guto Issa, de São Roque; Paulinho Sasaki, de Ibiúna e Laerte Sonsin Jr., de Salto, além da secretária da Saúde, Sandra Fernandes, representando o prefeito Dinho, de Cesário Lange e Ana Paula Sampaio, vice-prefeita de Boituva.

 

De Sorocaba, além do prefeito, do vice-prefeito, Fernando Martins da Costa Neto, e da primeira-dama e presidente do Fundo Social de Solidariedade, Sirlange Frate Maganhato, participaram os secretários da Saúde, Vinícius Rodrigues; de Governo, Samyra Toledo; de Relações Institucionais e Metropolitanas, Luiz Henrique Galvão; de Desenvolvimento Econômico, Trabalho e Turismo, Robson Coivo; Jurídica, Luciana Mendes; de Administração, Fausto Bussolo; de Comunicação, Fernanda Burattini e o presidente do Parque Tecnológico de Sorocaba, Nelson Cancelara.

Compartilhe:

NOTÍCIAS RELACIONADAS

99 inicia desinfecção de carros na Leroy Merlin de Sorocaba 

Governo divulga datas de novas parcelas do auxílio emergencial

Dom Julio, o perdão e a Semana Santa

Caso de voluntária Taty Pólis será investigado pela Polícia Civil

Procon entra com ação contra aumento de planos de saúde

Prefeitura realiza atribuição de vagas para auxiliar de educação, inspetor de aluno e secretário de escola