21 de Fevereiro de 2024
Informação e Credibilidade para Sorocaba e Região.

Fabíola se manifesta após vereadores flagrarem remédios vencidos em farmácia de alto custo

Foto: reprodução
Postado em: 21/05/2021

Compartilhe esta notícia:

Vereadores de Votorantim flagraram medicamentos vencidos durante uma incerta feita em uma farmácia de alto custo, nesta quinta-feira (20). 

 

Após o ato, os funcionários do local foram à delegacia e registraram boletim de ocorrência contra os parlamentares. 

 

A prefeita Fabíola Alves, em vídeo, afirmou que "a visita [dos vereadores] aconteceu de forma grosseira com os funcionários". Ela ainda coloca que os parlamentares "entraram sem autorização, mexeram nos armários e tiraram lacres de caixas de remédios psicotrópicos que, depois de lacradas, não podem mais ser violadas". "Foi algo que excedeu os limites. Uma coisa é fiscalizar e outra é a grosseria, falta de respeito e a invasão do espaço de trabalho dos funcionários", esbravejou.

 

Segundo a prefeita, a compra dos medicamentos foi feita em "volume alto e perto da data de vencimento pela gestão passada", por isso, já está abriu sindicância para apurar os fatos e, inclusive, relatou isso ao Ministério Público em 5 de março deste ano.  "Os vereadores foram lá para atribuir a mim uma culpa que é da gestão passada. Não vou ficar recebendo culpa que não é minha", declara a chefe do Executivo. "Iremos incinerar esses medicamentos aos poucos, pois isso também tem custo", explicou ela.   

 

Conforme os parlamentares Ita, Gaguinho e Luciano Silva, em um vídeo feito pelo trio, atrás de um armário na farmácia de alto custo havia uma caixa com cerca de três espécies de medicamentos vencidos. "Graças a Deus quebramos o veto que impedia o vereador fiscalizar o órgão público. Fomos fiscalizar e nos encontramos com essa barbaridade de verba pública sendo jogada no ralo", diz Gaguinho. 

 

"Nossa preocupação é saber se esses medicamentos vêm do Estado com data de validade vencida ou o município está deixando vencer. Todo medicamento que está lá, infelizmente vocês sabem, é nosso dinheiro", completa Ita. 

 

"Segundo relato das servidoras do local, esses remédios chegaram à véspera do vencimento e a distribuição não é feita. Questionaremos a Administração Municipal e o Governo do Estado de São Paulo", finaliza Luciano Silva. 

Compartilhe:

NOTÍCIAS RELACIONADAS

Dois bares são notificados durante operação de fiscalização feita pela Prefeitura de Sorocaba

Lula afirma que Zanin será grande ministro no STF

Sorocaba abre inscrições para edital da Linc 2022

Briga entre vizinhos termina com idoso esfaqueado; crime ocorreu na Zona Leste de SP

Sorocaba abre inscrições para edital da Linc 2022

Ibope mostra Bolsonaro com 59% dos votos válidos e Haddad, 41%, no 2º turno