15 de Junho de 2024
Informação e Credibilidade para Sorocaba e Região.

Fabíola reclama de projeto para a Saúde “travado” há 3 meses na Câmara; Casa de Leis nega

Foto: Reprodução
Postado em: 25/10/2023

Compartilhe esta notícia:

A Prefeita de Votorantim, Fabíola Alves (PSDB), reclamou de pautas de autoria do Executivo, relacionadas à área da Saúde, que estão travadas há cerca de 3 meses na Câmara de Vereadores. Ela comentou sobre o assunto na manhã desta quarta-feira (25), durante entrevista ao Jornal da Manhã, da Rádio Jovem Pan Sorocaba. Em nota, a Casa de Leis negou a alegação.

 

Segundo a prefeita ela enviou um projeto de lei para contratação de mais médicos para a rede municipal 3 meses atrás, mas o assunto ainda não foi pautado para discussão e votação pelos vereadores. O Projeto de lei nº 52/2023 está parado desde 1º de agosto.

 

Um dos projetos propõe a contratação de novos médicos em 5 especialidades, sendo elas: hematologista, oncologista, neurologista adulto e infantil e demais profissionais da saúde. O outro trata da criação de um centro de diagnóstico voltado ao câncer.

 

Assista

 

Durante a entrevista, a prefeita informou que no momento está contente com a atual situação na área da saúde na cidade de Votorantim, destacando o trabalho da prefeitura nas unidades básicas de saúde com as visitas de rotina para verificar eventual necessidade de manutenção e reforma, todavia precisa da colaboração da Câmara Municipal para execução de propostas de melhoria, como a abertura do concurso público para a contratação de novos profissionais.

 

Em resposta à fala da prefeita, a Câmara Municipal de Votorantim informou que “todos os projetos de lei que são encaminhados pelo Poder Executivo devem respeitar o processo interno de tramitação, o que exige a emissão de parecer jurídico e apreciação pelas comissões temáticas. Dessa forma, a depender da complexidade do projeto, a tramitação interna pode variar. O Poder Legislativo não “trava” projetos, mas respeita o processo legislativo e o Regimento Interno, a autonomia das comissões temáticas e dos vereadores, e prioriza o interesse público”.

 

Texto: Kauã Rocha com a supervisão de Alana Damasceno 

Compartilhe:

NOTÍCIAS RELACIONADAS

Piauí instala o maior empreendimento de energia solar da América Latina

Máfia das creches terceirizadas é suspeita de desviar verba e comida de unidades

Violência doméstica: comerciante é preso por agredir e ameaçar mulher e sogra

Prefeitura sanciona lei do “SuperRefiz” para pagamento com descontos de até 100% na multa

Motociclista morre e outros dois ficam feridos em acidentes ocorridos nesta sexta

EXCLUSIVO - Manga anuncia local de nova rodoviária de Sorocaba