20 de Junho de 2024
Informação e Credibilidade para Sorocaba e Região.

Segundo turno das eleições resultou em 53 prisões, diz ministério da Justiça e Segurança Pública

Foto: Governo do Estado de São Paulo
Postado em: 29/11/2020

Compartilhe esta notícia:

Balanço atualizado do Ministério da Justiça e Segurança Pública registra que, até as 15h deste domingo de eleições, 254 ocorrências foram registradas e 53 prisões ou conduções foram realizadas. Três inquéritos já foram instaurados e 19 termos circunstanciados foram lavrados. Segundo o MJ, uma arma e um veículo foram apreendidos até o momento, além de R$ 16,3 mil e diversos materiais de campanha.

 

As informações são da Agência Brasil.

 

Dos 197 crimes eleitorais flagrados até o momento, 52 foram por boca de urna; oito por compra de votos; quatro por concentração de eleitores; 94 por desobediência às ordens da Justiça Eleitoral; 35 por desordem que prejudique os trabalhos eleitorais; um por falsidade ideológica; um por "fatos e imputações inverídicas" (fake news); um por impedimento ou embaraço ao exercício do voto; e um por transporte de eleitores.

 

Há também 42 ocorrências de indicações de desinformação sobre o processo eleitoral. Entre os 10 incidentes de segurança pública e defesa social, quatro foram por bloqueio de vias; três por atendimentos de urgência e emergência; dois por falta de energia; e um por manifestações.

 

Integrantes da Secretaria de Operações Integradas do Ministério da Justiça e Segurança Pública, Polícia Federal, Polícia Rodoviária Federal, do Ministério da Defesa, Tribunal Superior Eleitoral, representantes dos estados e de outros órgãos do governo federal têm acesso às ocorrências. A Operação Eleições 2020 conta com efetivo de 96.879 agentes e o apoio de 14.556 viaturas.

Compartilhe:

NOTÍCIAS RELACIONADAS

Bolsonaro: Brasil precisa ser informado sobre o coronavírus "sem pânico"

Vacinas da Índia devem chegar nesta sexta-feira ao Rio

Jantar especial para clientes e fornecedores

Secretária diz ‘causar estranheza’ repercussão de agressão no PA

Vinícius Aith sobre a Marcha da Maconha: "vou pedir para a PM fazer revista rigorosa"

Pesquisador da UNIP tem matéria publicada no portal da UNAI-ONU