16 de Junho de 2024
Informação e Credibilidade para Sorocaba e Região.

Dengue: Governo de SP alerta sobre cuidados e prevenção

Foto: Agência Brasil.
Postado em: 03/05/2024

Compartilhe esta notícia:

Em meio à alta dos casos de dengue no estado, a diretora do Centro de Vigilância Epidemiológica (CVE) da Secretaria de Estado da Saúde, Tatiana Lang D’Agostini, fez um alerta nesta quinta-feira sobre os principais cuidados para prevenção da doença. As informações são do Governo do Estado de São Paulo. 

 

“A principal forma de se proteger é a eliminação dos criadouros do mosquito Aedes Aegypti, que é responsável pela transmissão do vírus da dengue, Zika e Chikungunya. É importante que toda a população tire pelo menos 10 minutos da sua semana para avaliar o quintal e eliminar qualquer local que possa ser um potencial criadouro do mosquito”, afirma.

 

Ouça as sonoras:
https://bit.ly/3JKV91U
https://bit.ly/3UFIpQA

 

Para aqueles que já contraíram a dengue, a diretora afirma que a hidratação é a principal recomendação para evitar um agravamento do quadro clínico. Ela atenta para os principais sintomas da doença. “É importante estar atento a alguns sinais e sintomas de alerta que possam aparecer, como dores abdominais, vômito e até mesmo sangramento nasal e na gengiva”, explica Tatiana.

 

A vacinação contra a dengue está disponível em 264 cidades do Estado de São Paulo para o público de 10 a 14 anos.

 

Febre amarela

 

A gestão paulista também ressalta a importância da população para o risco de contaminação por Febre Amarela, após o estado registrar, no último dia 29 de março, o primeiro óbito confirmado pela doença em 2024.

 

O caso foi em um homem, de 50 anos, morador de Águas de Lindóia e que se deslocava também pela região de Monte Sião em Minas Gerais. Além disso, um caso foi identificado na zona rural de Serra Negra, envolvendo um homem de 28 anos, que estava vacinado e se recuperou completamente.

 

A Diretora do Centro de Vigilância Epidemiológica de SP, Tatiana Lang, reforça que a vacinação é a principal forma de se proteger da febre amarela.

 

“A vacina está disponível em todos os postos de saúde do Estado de São Paulo no calendário básico de vacinação: para crianças em duas doses – aos nove meses e também aos quatro anos – e para toda a população adulta, em uma única dose para a vida”, explica.

 

Até o último dia 22 de abril, em todo o território estadual, a cobertura vacinal contra Febre Amarela é de 68,47% para crianças menores de um ano.

 

Importante lembrar que, em 2018, devido aos inúmeros casos da doença, o Ministério da Saúde adotou o fracionamento de doses da vacina contra a febre amarela em três estados: Bahia, Rio de Janeiro e São Paulo. A medida foi recomendada pela Organização Pan-Americana da Saúde (OPAS) como uma das estratégias de imunização, por ser um caso de emergência. Quem se vacinou, na época, com a dose fracionada, precisa realizar uma nova vacinação após um intervalo de oito anos.

Compartilhe:

NOTÍCIAS RELACIONADAS

Inscrições para vagas do concurso público da GCM se encerram nesta segunda-feira (13)

Urbes monta esquema de transporte para atender estudantes que farão o Enem

Na última semana, 71% dos jovens ainda não se vacinaram contra o sarampo em SP

Sorocaba sobe em classificação relacionada à mudança climática em plataforma global

Estado de São Paulo lidera ranking mundial de vacinação

Deputados tentam liberar trabalho aos 14, e Justiça e Ministério Público reagem