Informação e Credibilidade para Sorocaba e Região.

Crespo quer devolver 160 mil livros gratuitos para gastar R$ 10 mi em apostilas

Postado em: 26/11/2018

Compartilhe esta notícia:

Atualizada às 18h11

Por uma decisão do prefeito José Crespo (DEM), cerca de 160 mil livros didáticos enviados gratuitamente a Sorocaba por parte do Ministério da Educação, terão de ser devolvidos ao órgão pelos Correios. A maior parte, algo próximo a 120 mil, já foi distribuída às escolas. Outros 40 mil estão no estoque dos Correios, aguardando a devolução.

A vereadora Iara Bernardi esteve no depósito dos Correios, no Jardim Capitão, constatou a presença do material didático e obteve a confirmação por parte da gerência, de que o material está aguardando a remessa de volta ao MEC. Segundo eles, contudo, ainda não foi recebida a ordem expressa da Prefeitura para providenciar a devolução.

“Estivemos nessa tarefa triste, de checar essa denúncia que nos chegou anonimamente, e que infelizmente confirmamos. Isso é algo prejudicial para a cidade de Sorocaba, que encomendou esses livros, escolhidos pelos próprios professores e que já foram parcialmente distribuídos. O Prefeito José Crespo prefere gastar R$ 10 milhões em apostila do SESI em vez de utilizar o material de alta qualidade e gratuito. Isso é um crime contra a cidade”, protestou Iara. A vereadora também esteve em duas escolas, nas quais constatou a presença dos livros.

Em nota, a Secretaria da Educação (Sedu) rebateu a denúncia da vereadora e informou que,”não existe devolução de livros, se esses livros existem, não foram remetidos para o município de Sorocaba”.

 

 

Compartilhe:

NOTÍCIAS RELACIONADAS

Debate – Coronavírus: Jaqueline e prefeitos debatem os desafios das cidades no combate à pandemia

Entregadores de aplicativos prometem nova greve em 12 de julho

Motociclista morre e outros dois ficam feridos em acidentes ocorridos nesta sexta

`Ainda é muito cedo para baixar a guarda´, diz presidente do Magazine Luiza sobre isolamento

Festa rave clandestina com cerca de 2 mil pessoas é fechada pela PM em Sorocaba

Câmara de Sorocaba vota projeto de lei que proíbe pancadões na cidade