Informação e Credibilidade para Sorocaba e Região.

CPI dos Livros começa oitivas nesta quarta; primeiro a ser ouvido será Secretário da Educação

Foto: reprodução
Postado em: 16/02/2022

Compartilhe esta notícia:

Está agendada para esta quarta-feira (16) a primeira rodada de oitivas da Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) – presidida pelo vereador Vinícius Aith (PRTB) – que investiga a compra milionária de livros paradidáticos na antiga administração Municipal.

 

Assista o vídeo da denúncia, feita em janeiro de 2021

 

 

A primeira testemunha a ser ouvida será uma servidora da Prefeitura, às 8h, na sala de reuniões da Câmara. “Para preservar a funcionária, o depoimento não será aberto ao público”, explicou Aith, que também irá arguir o atual secretário da Educação, Márcio Bortolli Carrara, no plenário da Casa de Leis, a partir das 14h, e, às 16h horas, mais um servidor será ouvido reservadamente.

 

Nesta quinta-feira, às 14h, a ex-prefeita Jaqueline Coutinho deverá depor no plenário da Câmara, na posição de investigada, pela aquisição de mais de um milhão de livros paradidáticos infantis – no valor de quase R$ 30 milhões de reais – sem licitação, às vésperas do final do seu mandato, tendo, ao menos um dos títulos, sido considerado inadequado por técnicos da Prefeitura, pelo conteúdo de cunho sexual.

 

O terceiro dia de oitivas será na sexta-feira, 18, com quatro depoimentos de servidores públicos, na sala de reuniões, pela manhã e à tarde; no próximo dia 24,  mais três servidores serão ouvidos no período da tarde e, no dia 25, o atual corregedor do Município Carlos Alberto de Lima Rocco Junior irá prestar esclarecimentos no plenário da Casa de Leis, a partir das 14h.  

 

A CPI, proposta no ano passado, teve seu tempo regimental prorrogado por conta da pandemia; com base no que for apurado durante as oitivas e nos documentos recebidos,  a comissão irá apresentar um relatório final aos demais vereadores em plenário, antes de encaminhar cópia do material aos órgãos competentes, como o Tribunal de Contas,  o Ministério Público e o próprio Executivo.

 

Polêmica com notificação da ex-prefeita 

 

Aith chegou à casa de Jaqueline com quatro GCMs armados e uma viatura da Romu (Ronda Ostensiva Municipal), até o condomínio em que ela mora para notificá-la da CPI dos Livros. O parlamentar ainda estava acompanhado de seu advogado e um assessor. O caso ocorreu na quinta-feira (10), às 6 horas. Tudo foi transmitido ao vivo pelas redes sociais do vereador.

 

 

Jaqueline o questionou sobre o ato e depois registrou boletim de ocorrência por abuso de autoridade contra o vereador.

 

Em uma entrevista exclusiva ao Jornal da Manhã, da Jovem Pan Sorocaba, a ex-prefeita disse que o vereador "cometeu uma ação ilegal, imoral e abusiva" e "deu um tiro no pé" com a atitude. 

 

Compartilhe:

NOTÍCIAS RELACIONADAS

Veículos que transportam presos colidem na rodovia Castello Branco

Discussão em condomínio vira caso de polícia: socos, pauladas e facada deixam moradores feridos

Presos produzem 5,8 milhões de máscaras contra COVID-19

Mais de 600 profissionais do transporte coletivo e do trânsito são testados para Covid-19

‘E o Trump?’, diz Lula ao ser questionado sobre democracia na Venezuela

Mega-Sena da Virada vai pagar R$ 300 milhões