12 de Abril de 2024
Informação e Credibilidade para Sorocaba e Região.

Clube MIA: Grupo eleva o empreendedorismo feminino com conteúdo e networking

Foto: Divulgação
Postado em: 19/03/2024

Compartilhe esta notícia:

Em um cenário de ascensão do empreendedorismo, mulheres se destacam ao aprimorar habilidades nos negócios. O Clube MIA, com mais de 90% de membros engajados, realiza encontros presenciais mensais em Sorocaba, focando na formação e no networking para empoderar mulheres empreendedoras.

 

Ana Carolina Fortuna e Karina Vieira, especialistas em Marketing e diretoras do grupo, destacam a importância das aulas semanais ao vivo, abrangendo temas como saúde emocional, marketing, vendas, contabilidade, produtividade, comunicação e muito mais. “Buscamos capacitar mulheres para que possam liderar e impulsionar seus negócios de forma independente”, afirma Karina.

 

O Clube MIA transcende fronteiras, conectando empreendedoras não apenas localmente, mas também internacionalmente, com participantes de países como Inglaterra, Japão, Estados Unidos, Portugal e Itália.

 

Ana Carolina Fortuna ressalta a evolução proporcionada pela troca de informações. “No Clube MIA, nossa missão é clara e reflete nosso lema de Evoluir, Inovar e Conectar. Nosso objetivo é capacitar empreendedoras ao redor do mundo, ajudando-as a superar desafios, transformar suas visões em realidade e deixar um legado duradouro”, explica.

 

De acordo com a Mintel, agência de inteligência de mercado, 2024 será marcado por transformações comportamentais, enfatizando propósito, abordagem positiva e desconstrução do mito da super-heroína. O Clube MIA alinha-se a essa visão, contando com terapeutas e profissionais que destacam a importância do lado humano e emocional nos negócios.

 

Para celebrar o Mês da Mulher, o Clube MIA planeja uma manhã especial em 21 de março, repleta de atividades propostas pelas próprias participantes. “Estamos ansiosas e muito felizes por proporcionar às mulheres, celebrando esse dia que é de lutas para todas nós que buscamos nossos direitos validados e conquistas alcançadas”, conclui Karina.


O evento será realizado das 8h até 11h, na Chácara Astro de Luz, que fica na Estrada Raphael Lobo de Moraes. Na ocasião, as participantes irão vender seus produtos (roupas, cosméticos, serviços de massagem, entre outros) e ocorrerão dinâmicas de autoconhecimento.


Empreendedoras


O número de mulheres donas de negócios no Brasil chegou a 10,3 milhões, segundo a pesquisa Empreendedorismo Feminino 2022, realizada pelo Sebrae com dados do IBGE. A soma de mulheres à frente de empreendimentos é recorde, desde que a pesquisa começou a ser feita, em 2016. 


Elas atuam, na maioria, em serviços. As mulheres empreendedoras que geram empregos subiram 30% de 2021 para 2022 — um salto de cerca de 300 mil donas de negócios empregadoras. Mas, no universo total, 9 em cada 10 continuam tocando seus negócios sozinhas.


Kika Ramalho realiza o trabalho de mentora de carreira e negócios, ela faz parte do Clube Mia e conta que além de  realizar networking, ela consegue sempre se manter atualizada “ Cada especialista aborda um tema diferente toda semana, eu aprendo muito e consigo colocar em prática os conhecimentos no meu trabalho . Ajuda muito na qualificação ”, destaca.

 

Serviço: Clube Mia
Quantas mulheres fazem parte atualmente? 39
Quem tiver interesse pode entrar em contato com Ana: 55 21 97210-2727
Quem pode? Mulheres empreendedoras que já possuem negócio próprio ou desejam abrir
Quando ocorre: uma vez por semana são realizados encontros virtuais e uma vez no mês reuniões presenciais

Compartilhe:

NOTÍCIAS RELACIONADAS

Ministro de Bolsonaro, general Heleno diz que está com coronavírus

PAT de Sorocaba registra crescimento de quase 29% nas contratações em apenas 11 meses

Marum: Salto de Pirapora tem retomada no comércio e empregos após queda nos casos de covid

Em depoimento à CP, Crespo nega irregularidades no “Falso Voluntariado”

TCU rejeita orientação de Guedes e libera gastos do Orçamento deste ano em 2021

Pessoas que vierem do exterior devem ficar em casa por sete dias, recomenda ministério