Informação e Credibilidade para Sorocaba e Região.

Casal aponta armas para manifestantes nos Estados Unidos

Jovem Pan News
Postado em: 29/06/2020

Compartilhe esta notícia:

Jovem Pan News

Um casal apontou armas para manifestantes em St. Louis, no Missouri, enquanto o grupo marchava em direção à casa da prefeita em um protesto pedindo sua renúncia. De acordo com o canal de TV ABC News, a polícia disse que algumas pessoas na multidão gritaram ameaças ao casal.

O homem que apareceu nas imagens carregando um fuzil é Mark McCloskey, de 63 anos. Ele afirmou a uma emissora de TV que ele e sua esposa, Patricia, estavam enfrentando uma “multidão enfurecida” e “temiam por suas vidas” no início da noite deste domingo.

Nenhuma acusação foi feita contra eles. A polícia disse que ainda estava investigando, mas classificou o caso como invasão e agressão por intimidação contra o casal. Um vídeo que circula nas redes sociais mostra Mark McCloskey e sua esposa de 61 anos do lado de fora de uma ampla mansão, no bairro West End. É possível ver o homem andando de um lado para outro enquanto sua esposa o acompanha segurando um revólver.

A polícia disse que o casal viu um grande grupo de pessoas quebrando um portão de ferro marcado com as placas “Não ultrapasse” e “Rua particular”. Segundo os oficiais, o homem e a mulher mandaram os manifestantes saírem porque estavam em uma rua particular, mas as pessoas na multidão gritaram ameaças.

De acordo com a ABC News, a mansão dos MacCloskey foi destaque na revista local St. Louis Magazine após passar por uma reforma, avaliada em US $ 1,15 milhão.

Compartilhe:

NOTÍCIAS RELACIONADAS

Eleitor com deficiência visual poderá ouvir nome de candidato na urna

Delegado da PF diz em depoimento que foi retirado do Rio sem "eventuais razões"

Queiroga diz que intervalo de vacina da Pfizer deve ser reduzido de 3 meses para 21 dias

Atos pró-Bolsonaro não impactam mercado, que volta a falar em terceira via

Ipem realiza verificação anual de taxímetro em Sorocaba

Indicador do mercado de trabalho registra piora em novembro, diz FGV