Informação e Credibilidade para Sorocaba e Região.

Bolsonaro ataca Flávio Dino e diz que chefes comunistas costumam ser gordos

Foto: Adriano Vizoni/Folhapress
Postado em: 11/01/2022

Compartilhe esta notícia:

UOL/Folhapress

 

O presidente Jair Bolsonaro (PL) usou exemplos de "chefes comunistas gordinhos" para atacar a forma física do governador do Maranhão, Flávio Dino (PSB-MA). A declaração foi feita pelo presidente a apoiadores, nesta terça-feira (11), durante a sua chegada ao Palácio da Alvorada, em Brasília.

 

"A senhora [uma apoiadora, que estava no local] é do estado do Partido Comunista do Brasil. Você já reparou que os países comunistas, geralmente o chefe é gordo? (Risos) Coréia do Norte? Venezuela? São gordinhos, né? Maranhão? (Risos)", disse Bolsonaro.

 

A reportagem entrou em contato com a assessoria de imprensa do governo do Maranhão e aguarda o retorno. Dino, que, em junho, migrou do PCdoB para o PSB, está em seu segundo mandato como governador do estado e é considerado um dos principais opositores ao governo de Jair Bolsonaro, com voz atuante, principalmente no período de enfrentamento à pandemia de Covid-19.

 

Desde o início da crise sanitária, Bolsonaro tem atacado governadores e prefeitos, dizendo que as medidas de combate à pandemia prejudicaram a economia.

 

O presidente também tenta se eximir de culpa distorcendo uma decisão do STF (Supremo Tribunal Federal), que julgou concorrente a competência de todos entes na questão sanitária. Bolsonaro mente ao dizer que o Supremo tirou seu poder de agir na pandemia.

Compartilhe:

NOTÍCIAS RELACIONADAS

Evento on-line traz formação gratuita para cuidadores de pacientes com câncer em estado avançado

Hospital Dr. Miguel Soeiro avança nos procedimentos assistenciais

Comissão que investiga Crespo agenda reunião para apresentar relatório final

Feriado da Padroeira do Brasil altera rotina dos serviços públicos

Sorocaba sedia o maior torneio de CrossFit do país pelo 2º ano consecutivo

Governo Doria: Butanvac é segura e apresenta alta resposta imunogênica, indicam estudos preliminares