Informação e Credibilidade para Sorocaba e Região.

Bolsonaro anuncia fim do horário de verão no Brasil a partir de 2019

Postado em: 05/04/2019

Compartilhe esta notícia:

FOLHAPRESS

O presidente Jair Bolsonaro afirmou nesta sexta-feira (5) que não haverá horário de verão em 2019. Será a primeira vez em mais de 30 anos que os brasileiros não precisarão adiantar os relógios em uma hora no final do ano. Atualmente, o horário de verão abrange as regiões Sul, Sudeste e Centro-Oeste do país.

“Após estudos técnicos que apontam para a eliminação dos benefícios por conta de fatores como iluminação mais eficiente, evolução das posses, aumento do consumo de energia e mudança de hábitos da população, decidimos que não haverá Horário de Verão na temporada 2019/2020”, escreveu o presidente no Twitter, na tarde desta sexta-feira. Antes, ele havia afirmado a um grupo de jornalistas que pretendia acabar com a antecipação dos relógios, em razão de estudos realizados pelo Ministério de Minas e Energia.

O porta-voz da Presidência, general Otávio do Rêgo Barros, disse pouco antes da publicação da mensagem de Bolsonaro nas redes sociais que o presidente havia levado em conta para tomar a decisão uma pesquisa da pasta que indicou que 53% dos entrevistados são a favor de acabar com o horário de verão.

Segundo Rêgo Barros, ainda não há definição sobre se a medida será mantida nos próximos anos. “Para o ano posterior, faremos nova avaliação”, afirmou o porta-voz.

O Ministério de Minas e Energia informou que recomendou ao presidente a suspensão do horário de verão.

De acordo com a pasta, mudanças nos hábitos da população nos últimos anos fizeram com que não fossem mais alcançados os resultados esperados com a ação, que era a redução do consumo de energia a partir de um melhor aproveitamento da luz natural.

“Considerando as mudanças de hábitos de consumo e da configuração sistêmica do setor elétrico brasileiro, o Comitê de Monitoramento do Setor Elétrico solicitou novos estudos sobre os impactos do Horário de Verão para o sistema elétrico. Esses estudos indicaram que o horário de verão deixou de produzir os resultados para os quais essa política pública foi formulada, perdendo sua razão de ser aplicado sob o ponto de vista do setor elétrico”, justificou o ministério.

O horário de verão foi adotado pela primeira vez no país no fim de 1931, com a finalidade de economizar energia elétrica nos meses mais quentes do ano. Foi aplicado sem interrupção nos últimos últimos 35 anos.

Pesquisas mostram, no entanto, que a eficiência na economia de energia vem caindo ano após ano. Um estudo divulgado pelo ONS (Operador Nacional do Sistema Elétrico) considerou nula a economia de energia durante o horário de verão 2017/2018.

De acordo com o relatório, a redução apresentada em análises durante o horário de verão também foi verificada em outros períodos, antes mesmo dos ajustes no relógio.

Segundo alguns especialistas, a queda dos índices de economia de energia acontece pela mudança de comportamento do brasileiro. As pessoas atualmente têm jornadas de trabalhos diferentes, saem de casa mais tarde e utilizam mais o ar-condicionado durante o dia, quando as temperaturas estão elevadas.

No verão 2016/2017, a economia decorrente da redução do uso de usinas foi de R$ 159,5 milhões. No mesmo período do ano anterior (2015/2016), foram economizados R$ 162 milhões.

O ex-presidente Michel Temer (MDB) chegou a sinalizar intenção de descontinuar o horário de verão, mas, em meio à tensão de um momento em que tentava barrar denúncias contra ele por obstrução judicial e organização criminosa, foi orientado a desistir da mudança.

Assim como no Brasil, o fim de alterações do horário durante o verão também está na pauta de discussão em outros países. Exemplo disso foi a aprovação pelo Parlamento Europeu da decisão de não realizar o horário de verão a partir de 2021.

Compartilhe:

NOTÍCIAS RELACIONADAS

Árvore cai em cima de carro na Juscelino Kubitschek; ninguém se feriu

PT pede abertura de extrato de gastos do cartão de Bolsonaro

Quem é Luis Lacalle Pou, que levou a oposição de volta ao poder no Uruguai

Após votar, Meirelles diz que confia no povo brasileiro

Bolsonaro prorroga auxílio emergencial por mais três meses, até outubro

PSL oficializa Jaqueline Coutinho como candidata à Prefeitura de Sorocaba